Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2017

|Balanço| Março, Mês de Renovação

O último dia de março. Hoje é dia de balanços. Criei objectivos para este mês que não foram atingidos. Talvez por isso acabe este mês com mau humor... só metade do dia, a outra não permite que assim fosse.

Tinha colocado como meta para estes 31 dias que chegasse ao fim deles com 64 kg, mas o mínimo foi 65.5 kg. Outro dos meus alvos eram 10 000 visualizações deste blog, mas ficámos pelas 8 000. Aproveito para agradecer a todos os que me acompanham neste espaço. Este diário online já conta com mais de 25 000 visualizações. Nice!

Março também foi mês de pinturas no quarto do Gui e de várias consultas... oftalmologista, dentista, ginecologista, médico de família... em termos gerais, tudo em ordem. O meu colesterol melhorou. A minha tiróide mantém-se nos parâmetros desejados, com a medicação. O ferro está na conta certa. Eram três dos aspectos mais problemáticos.

Mas este mês foi repleto de eventos:

abriu com a data de aniversário do meu avô materno, que muito marcou a minha vida. Nem sempr…

|A Mulher do 31| Mulher Prevenida vale Por Duas

O Guilherme cresceu... deu um pulo... as t-shirts ficam-lhe acima do umbigo quando levanta o braço; as meias ficam com o calcanhar na sola do pé; as calças do pijama pelas canelas... Ele é dos miúdos que não se queixa, não diz nada. Vai para a escola com calças rotas e camisolas com buracos, porque eu não me dei conta, e ele vestiu sem prestar atenção também.
Existem fases nas nossas vidas que nos apanham de surpresa. Por vezes há momentos que não nos avisam que vão entrar porta a dentro. Ou talvez nós não consigamos ouvi-los bater à porta, ou a chegar, lá no caminho. Quando menos esperamos, estão ali, diante de nós.

Mulher prevenida vale por duas. Contei-vos este episódio cá de casa, mas também poderia falar de tantas outras situações, e que nada teriam a ver com bens materiais. Mas fiquemos por eles. Qual a mãe que não gosta de ver os seus filhos bonitos e aconchegados? Qual é a mulher que não gosta de ver o seu marido bem arranjado e cuidado? Para isso há que existir uma ocupação an…

|Motivação| Simples e Vulgar

ba·naladjectivo de dois géneros1. Que, sendopertencenteaosenhor, estavaàdisposiçãodopúblicomedianteretribuição.2. [Galicismo] Trivial, comum, vulgar.

"banal", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/banal [consultado em 29-03-2017].

"Coisas Banais" era o nome do blog que me acompanhou durante anos. Era banal, porque escrevia sobre coisas triviais, comuns, vulgares... não daquela vulgaridade barata e promiscua... Era banal, porque não tinha inventado nada de especial, não tinha criado nada de novo... apenas partilhava a minha perspectiva sobre aquilo que é comum à maioria dos mortais.
Ainda hoje gosto de escrever sobre coisas banais, porque as acho belas. São simples e interligam-nos, porque todos as conhecemos... e mesmo assim cada um tem sempre algo de diferente a acrescentar... são essas partilhas... esses ângulos... que me fascinam nas coisas banais. É a diversidade na unidade.
Que possamos todos ser simples e …

|Aprendizagem| 7 Modos Didácticos de Usar os Legos

O Guilherme sempre gostou de Legos, mas raramente brincou construindo segundo a sua criatividade (uma das excepções foi a construção que aparece no fotografia). Sempre preferiu seguir um livro de instruções. E talvez lhe faltasse estimulo para criar segundo a sua imaginação.
Muitas vezes penso que damos tantos brinquedos aos nossos filhos sem que usemos cada um até ao máximo das suas possibilidades. Recolhi algumas sugestões de uso didáctico destas peças famosas nomeadamente na preparação para a Escola Primária.


Aprender a contar: contar um bloco de peçasAprender a medir: fazer um bloco de peças e colocá-las ao lado dos objectos que queremos medirAprender as cores: dividir as peças por coresAprender arquitectura: construir uma casaAprender a resolver operações matemáticas: somar ou diminuir peças, dividir por gruposAprender as simetrias: formando imagens simétricas com as várias peçasAprender a formar padrões: criar imagens repetidas de várias cores 


Mas hoje em dia já há quem use as …

|Infância| Amanhã, dia de infantário... não, não, não

Ao ler alguns dos blogs de mamãs, que proliferam na web, tive vontade de partilhar a minha experiência... não como mãe, mas como filha... as idas para o infantário e o desejo delas não acontecerem.
Eu bem me lembro de fazer uma choradeira... não com cinco ou seis anos!!, pois até essa idade eu estava num infantário que era um lar para mim. Chorava, com o peito apertado de angústia, depois disso. Quando entrei para a escola primária, passei a frequentar uma associação de tempos livres. Nessa época, recordo-me como queria ir sempre para o trabalho dos meus pais... ir para a vizinha... mas menos para essa instituição. E essa fase foi prolongada.
A minha ama, que cuidou de mim em bebé até ir para o infantário e que de vez em quando ia-me levar e buscar a essa associação... ainda hoje me recorda que eu parecia o Pierrot, com a cara triste e a lágrima a escorrer, colada ao vidro da porta da sala, que dava para a rua.
Lembro-me bem do dia em que a associação fora assaltada. Ainda andava na e…

|Motivação| Vive de Recordações, Não de Arrependimento

Tenho saudades deste movimento, desta luz (mesmo em dias mais cinzentos), o rio, o barulho... sempre que regressamos a Portugal temos de vir aqui. É um lugar que para alguns deve ser banal... ou porque trabalham no centro comercial ou na Vodafone... ou porque passam por aqui a caminho do trabalho, da faculdade, ou de casa... ou porque está a minutos, e isso torna-o pouco valorizado. Damos sempre mais valor ao que está longe... e, para mim, para nós, o Parque Expo e o Centro Comercial da Vasco da Gama passaram a estar longe, mas sempre ressuscitando sentimentos de proximidade... dos dias que aí vivíamos, que aí passávamos, que era para nós também banal, um passeio nessas ruas.
É bom aprender a valorizar o que está perto... nunca sabemos se será para sempre, por muito tempo ou por um instante que está à distância de uma pequena viagem de carro... escrevo acerca de um lugar, mas poderia fazê-lo sobre uma pessoa, ou pessoas... Dá valor enquanto o podes dar. Que vivamos de recordações, e …

|A Mulher do 31| Estender as Mãos

Quando vivemos em piloto automático, fazendo o que é próprio da nossa rotina, tentando despachar aquilo que é para fazer... raramente estamos despertos para o que se passa à nossa volta. Se vivemos nesse corre corre, nesse frenesim, torna-se quase impossível apercebermos do estado das pessoas ao nosso redor. Para nos darmos conta do que se passa à nossa volta e do estado das pessoas ao nosso redor precisamos, sem dúvida, estar atentas e sensíveis.
Por vezes há pessoas com muitas posses, ou com um estatuto que nos afasta o pensamento de que estejam a necessitar de algo. Por vezes há pessoas com um sorriso rasgado, com o qual escondem um coração em pedaços. E tantas vezes nós não temos a sensibilidade para notar isso mesmo.
Quando pensamos ajudar os pobres, os necessitados e os aflitos, pensamos em dar dinheiro. Mas muitas vezes a pobreza, a necessidade e a aflição são de outra ordem... mesmo quando o que lhes falta é dinheiro.
Das reportagens que já vi, e dos testemunhos pessoais que …

|Motivação| Ultrapassar as Barreiras

A maior parte de nós tem tudo para ultrapassar os obstáculos, com os quais se depara no seu percurso. Mas uma grande parte de nós fica assustada perante esses desafios. Eu fico. E tu?
Sendo mãe de um rapaz em idade escolar e vivendo num país estrangeiro, deparei-me ao longo destes oito anos com pequenas barreiras, não só linguísticas e culturais, como pessoais, do meu íntimo, do meu carácter... que ao enfrentá-las, também tive de enfrentar os meus fantasmas interiores, que teimavam em se fazer gigantes dentro de mim, e levar-me ao insucesso.

Posso confessar-te que apesar de me sentir relativamente à vontade com a língua e a cultura ainda hoje sinto uma certa dificuldade em participar nas reuniões e festas da escola do Gui... sobretudo aquelas em que conviver com os outros pais é obrigatório. Mas, como digo ao nosso filho, corajoso não é aquele que avança sem medo, é aquele que apesar do medo avança. E é o que faço. Com o estômago embrulhado lá vou eu... calada... observadora... e, po…

|Motivação| Aumenta a Dose de Amor

O melhor remédio para quem? Quem é que está doente? Eu? Então preciso que me dêem amor e carinho, e se continuar doente, que aumentem a dose. Mas isso não está nas minhas maos, certo? Não posso exigir a ninguém que me dê amor e carinho, e me dê nas doses gigantescas, que eu possa vir a precisar, caso esteja muito doente, concordas? 
Talvez este médico sábio quisesse dizer que o melhor remédio para as nossas doenças é dar amor e carinho aos outros. E se não funcionar, quer dizer, se não melhorarmos, então que aumentemos a transfusão de amor e carinho aos outros.
Na verdade quando damos, recebemos muito mais em troca. Não achas? E acabamos por rejuvenescer. Eu não sei como é contigo, mas comigo funciona assim: quando faço bem a alguém e vejo isso com os meus olhos, então parece que carreguei as minhas baterias para mais um mês de viagem. Lembro-me bem como vinha do IPO cada vez que ia fazer ali voluntariado. Ainda hoje, e já lá vão uns bons anos, me lembro das pessoas, das histórias, d…

|Motivação| Dar às Asas

Como está agora os teus ombros? Tensos? Descontraídos? Respira fundo e apercebe-te em que estado se encontra o teu corpo? ...  Muitas vezes dou comigo com os ombros quase nas orelhas de tão tensos, comprimidos... respiro fundo, e penso "Está tudo bem. Descontrai." e eles voltam ao seu lugar. Mas se for preciso, passado pouco tempo... lá estão eles novamente a subir, as costas a arquear... e eu sentir-me com os movimentos presos e cansada.  Estar atenta ao nosso corpo torna-se uma óptima porta para a compreensão de nós mesmos. Este veículo, que nos transporta, dá-nos sinais importantes para percebermos o que vai bem, ou mal, com ele... e, sobretudo, com a nossa alma. O nosso peso nas costas pode ser as nossas asas paradas. Por vezes, nós prendemos as nossas asas e perguntamo-nos porque é que não voamos. Estranho, não é?! Por vezes, pensamos que já não é o tempo, que já passou a hora, que não temos capacidade, que estamos velhas, que ninguém dá conta... e ficamos paradas... co…

|Motivação| Tu És Amada

Nunca te sentiste uma cachorrinha a pedir migalhas de atenção, carinho, amor...? Alguma vez pensaste como gostavas de receber um pouco mais do que te têm dado? Será que já olhaste para os teus dias e veio à tua mente que os estavas a desperdiçar... que parece que ninguém te dá importância, que tu estás fraca, que vais desistir...? Pois, se assim é, acredita que esses sentimentos e pensamentos te afastam da vida abundante que podes ter. Muda a tua mente e a tua vida mudará. Acredita que és bonita, amada, necessária, que estás viva por uma razão, que és mais forte do que pensas, que vais ultrapassar isso, e que há alguém feliz por tu estares viva. Persiste!

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|Wii| Ficar em Forma com Consolas

Ainda é uma luta. Quero que venha a ser um prazer, mas ainda é com grande esforço que faço exercício físico. Por isso arranjo maneiras de me convencer a fazê-lo, e normalmente isso passa por me distrair enquanto o faço.  Bem, é mais ou menos a mesma técnica que usamos com os nossos filhos quando queremos desviar a atenção deles da dor de uma queda ou do medo perante algo. Se eu estou ocupada mentalmente com algo, que me desligue do facto de estar a esforçar-me, então consigo fazer mais do que se estiver apenas focada em que estou a exercitar-me fisicamente. Aliás, isso já não é novidade para vocês que me seguem aqui. Lembram-se do texto |Confissão| Eu e a Minha Bcicleta?! Tentei várias vezes com a Wii... mas faltou-me, e falta-me, a disciplina. É divertido e realmente trabalhamos os  nossos músculos. Tínhamos a Wii há pouco tempo e entusiasmei-me com o jogo de ténis... no dia seguinte não aguentava com dores nos braços.  Não é só com o exercício físico, também com a manutenção da cas…

|Receita| Panqueca de Aveia

Esta receita é maravilhosa, porque é rápida, saudável e variável. Aprendi-a depois de ter a Mariana e tem substituído o famoso pequeno almoço de pão com manteiga e leite com café. Para quem precisa de comer no caminho para o trabalho, ou quando lá chegar, pode-se levar num caixinha. Ora aqui vai a receita.
Ingredientes Flocos de Aveia Ovos Banana, Canela, Mel, Chocolate, Doce, Manteiga de Amendoim ou qualquer outra cobertura, conforme o gosto de cada um Preparação  Misturam-se cinco colheres de sopa de flocos de aveia com dois ovos. Bate-se bem para a panqueca ficar fofinha.
Enquanto isso coloca-se uma frigideira anti-aderente a aquecer, e quando estiver quente, deita-se a mistura.
Vira-se uma vez. E já está.

Depois pode-se colocar por cima o que se gostar mais: mel, fruta, doce...
Bom apetite!


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|Motivação| A Gente é Só Passageiro prestes a Partir

Eu confesso: sou daquelas pessoas que não vê todos os vídeos que lhe mandam. Normalmente deixo para depois e esse depois não chega. Mas este vídeo, vi-o e repeti-o, e volto a vê-lo... e agora a partilhar, porque é apaixonante. Eu amei. A voz é doce e de embalo. A letra é maravilhosa e tão realista. E as imagens são ouro sobre azul. Esta composição de voz, letra e imagens está imperdível!


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|Motivação| Ninguém é Igual a Ti, Esse é o Teu Poder

Ninguém ao cimo da terra tem o teu DNA, a tua impressão digital. Tu és única. E isso é que faz de ti poderosa. O teu poder é seres tu mesma, porque não há absolutamente ninguém que seja aquilo que tu és. Escusas de procurar em livros, em pessoas, em acontecimentos... o teu poder está em ti, vive em ti. Se tentas ser outra pessoa tornas-te fraca, perdes a tua força, o teu poder. Guarda-o. Preserva-o. Não o entregues a ninguém, acreditando mais nela, querendo ser mais igual a ela... tu és singular. E a tua singularidade é o que te dá poder. Mostra-te como tu és. Atreve-te a ser autêntica. E a acreditar em ti.
Lembra-te: Ninguém é igual a ti e esse é o teu poder.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|Receita| Abóbora Hokaido às Fatias

Desconhecia que havia vários tipos de abóboras. Para mim todas as abóboras eram iguais às que via na minha avó: grandes, gordas, pesadas... Mas foi com outro tipo que provei esta receita e gostei muitíssimo, tendo nos últimos tempos repetido, repetido, repetido. Usei a abóbora hokaido, que parece também ser conhecida pela abóbora japonesa.



Cortei a abóbora às fatias. As sementes deitei-as fora, mas a casca ficou.

Num tabuleiro de ir ao forno, já forrado com papel de manteiga, espalhei-as sem as sobrepor. Temperei com ervas da província, pimenta e sal.

Por fim reguei com azeite.

Certifiquei-me que todas as fatias tinham sido temperadas de um lado e do outro e coloquei, então, o tabuleiro no forno pré-aquecido a 250 graus.

Deixei mais ou menos 30 minutos para ficarem bem "queimadinhas".

Delicioso! E low carb.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|A Mulher do 31| Com as Próprias Mãos

Quando eu era pequena vesti algumas camisolas e casaquinhos e lã que a minha mãe fazia... com as suas mãos, o seu tempo, o seu empenho... o seu amor. Ainda vesti alguns vestidos que era própria fez... escolheu o tecido, tirou-me as medidas, fez os moldes, cortou o tecido e costurou-o. E eu amava vestir aquilo que a minha mãe fazia... era tão aconchegante trazer no corpo a dedicação da minha mãe!!!
Os meus filhos já vestiram peças que a avó fez. E o Guilherme, depois de ver que eu tinha feito uma blusa para mim, perguntou-me se eu poderia também fazer uma para ele. Estou certa que a levaria ao peito com muito orgulho para todo o lado... porque bem lá no fundo, quando assim é, vestimos mais do que o tecido que temos no corpo... vestimos o calor dos abraços, a ternura dos beijos, a doçura de adormecer nos braços, as risadas vibrantes dadas em conjunto... transportamos o nosso mundo, o mundo tecido em conjunto entre mãe e filho.
A Mulher do 31 faz de boa vontade, com as suas próprias mãos…

|Portugal| Galão e Natas

Quem segue A Mulher do 31 pelo Instagram deve reconhecer esta partilha de hoje.

Como já vos contei guardo muita coisa e estou em vias de me desfazer de muitas delas... ao folhear as inúmeras revistas que tenho cá por casa, dei-me com esta página que remonta a Setembro de 2010. Trata-se de um artigo acerca dos ideais de vários países.

Interessante! Há poucos dias atrás lia um blog de uma mamã alemã, que está a passear com a sua família em Lisboa, e lá estava ela a falar do famoso galão e das natas.

Na lista de post que gostaria de escrever estava este... a grande diferença que senti quando há oito anos viemos para a Alemanha: a cultura portuguesa do café.

Habituada a não pensar duas vezes antes de me sentar num café para tomar o pequeno almoço, lanchar ou apenas beber um expresso... deparei-me com uma realidade muito diferente... não só em termos de preços, um expresso aqui é por volta de dois euros e não sabe nada bem, como da praticamente não existência dos cafés nos moldes que estav…

|Minimalista| Largar... Ficar com o Mínimo

Destralhar... Deitar a tralha fora. O acumular de várias coisas cá por casa já me incomoda... e olhem que eu sou a que mais tralhas tem, admito. Sou daquelas pessoas sentimentais... guardo tudo porque me lembra algo, porque me foi dado por alguém especial, porque acho que ainda vou usar, porque... mil e uma razões para guardar.
Nesta imagem vêem uma das minhas tralhas. Saltou comigo de casa em casa... e já é minha companhia há mais de trinta anos. Mas tal como estas pequenas coisas há muitas mais cá em casa. Papéis às carradas, livros às paletes, revistas... um mar delas, tecidos, pincéis, canetas, lápis, cadernos, agendas, diários, fotografias, bijutarias... sei lá o quê.
Só que já começo a sentir um certo incómodo. Estou a precisar de mais ar, percebem?! Parece que estas tralhas, pouco a pouco, estão a asfixiar-me. Por outro lado, sinto dificuldade em pegar nelas e levá-las ao lixo, fazê-las desaparecer, destrui-las. (Acho que isto dava umas belas sessões de psicanálise! 😏 ) Há po…

|A Mulher do 31| Com Visão e Acção

Conheço uma mulher que ganhava bem, com um contracto de efectiva numa empresa com perspectivas. Mesmo assim, deixou essa estabilidade para seguir o que o seu coração ansiava. Passou a trabalhar como independente e criou um espaço para desenvolver um projecto pessoal que vinha a acalentar. Ela foi à procura do melhor lugar, das melhores condições... ela arrendou esse espaço, fez obras... ela própria estava presente quando era para realizar qualquer tarefa no seu espaço. Ela decorou. Ela fez a promoção do seu novo menino. E todo o dinheiro que ganhava como trabalhadora independente investia na realização do seu sonho. Hoje, ela faz, das 24 horas do dia, outras tantas. Trabalha até tarde, aos fins de semana e está sempre em movimento. Ela está determinada e alegre.
Acredito que possam estar a pensar que foi loucura... deixar a estabilidade de um trabalho efectivo, pela agenda cheia como trabalhadora independente e proprietária de um espaço, onde faz o seu sonho tornar-se real. Mas ningué…

|Emagrecimento| Antes e Depois

Talvez te recordes desta fotografia!? Daquela mensagem que partilhei AQUI, acerca do Antes e Depois de grávida!? Mas agora este Antes e Depois trata-se de quando ainda não tinha iniciado a minha reeducação alimentar e do ponto a que quero chegar com ela. Mas não só chegar, como manter.
Diga-se que a fotografia do Depois ainda merecia uma redução da barriga, ou uns abdominais mais definidos... O duplo queixo??? Dispenso.
Entre uma fotografia e outra ficam (de forma simulada) 10 quilos de diferença. Se me perguntares: e quando queres chegar a esse ponto? Respondo-te: sem prazos, quero respeitar o meu ritmo, quero sentir cada etapa de modo consistente, com flexibilidade, sem restrições, nem fanatismos. Até porque a minha intolerância à lactose e os meus problemas da tiróide precisam de tempo para se reestruturarem, ou eu aprender a dar-lhes a volta.
Dizem que por sofrer de hipotiroidismo tenho mais dificuldade em emagrecer. Dizem... Como me dizia aquela senhora no ginásio, depois de eu …

|Maternidade| Nove Meses já Voaram

Hoje a Mariana faz nove meses de vida. Hoje faz nove meses que tive um dos momentos mais fascinantes, maravilhosos, divinais... na minha vida. Hoje faz nove meses que a nossa família alargou... de tamanho e de alegria. É um cliché, mas tão verdade: o tempo voa.
E nesse voar levou os medos e as dificuldades do início. Quando regressei com a nossa bebé para casa... foi tanta transformação no meu corpo, nas minhas emoções... no meu sono, que nem sempre consegui serenidade... vivi em estado de ansiedade e cansaço. Pelo menos, foi assim comigo. Contigo foi diferente? Mas lá passados os primeiros meses, 4 -6 meses, essa poeira assentou e comecei realmente a desfrutar e viver com tranquilidade cada dia.
Nesse começo de vida, ela era tão pequena que ficava sobre o meu peito e sobrava espaço... Era tão maleável que parecia que se ia desmanchar... E ela ainda tinha tanto a aprender...engasgava-se ao beber o leite, bolsava tanto que por vezes pensava que era vómito, e ia para o médico; não arro…

|Natureza| O que nos ensina...

Na Alemanha, pelo menos onde vivemos, o dia pode ter diferentes formas de se apresentar, apenas em 24 horas. Pelas fotografias, tiradas há um ano, dá para ver o que quero dizer. O dia começou branco, caiado da neve. E à tarde estava um sol, quase de Primavera, e o branco dava lugar ao verde escuro e ao castanho. Imaginem como é difícil acertar na roupa a vestir... tenho essa dificuldade com o nosso filho mais velho. Quando sai de casa para a escola, bem cedo, normalmente olhamos para o que dizem os arautos da meteorologia... mas nem sempre a realidade corresponde às suas estimativas. De qualquer forma, torna-se um desafio que ele não chegue todo suado do regresso da escola, porque levou roupa a mais, mas também não tenha chegado congelado à escola, porque levou a menos.
Só que estas pequenas gestões diárias ficam arrumadas a um canto sempre que admiro a grandeza e a beleza desta terra. E o que é mais fascinante é a multiplicidade de cores que a natureza nos oferece, nem que seja numa…

|Motivação| Tu Podes Fazer Parar

Por vezes falta-nos a sabedoria para lidar com as situações. Por vezes escasseia o nosso entendimento acerca do que se está a passar e a melhor solução. Por vezes é difícil termos um bom procedimento e colocarmos na prática aquilo que estaria correcto. Por vezes falta-nos a humildade para agir... e o ego tenta-se levantar. Por vezes abrimos a porta a ladroes traiçoeiros como a inveja, a amargura, a ambição desmedida, o egoísmo... Por vezes até nos gloriamos disso, como se fossemos muito poderosos e superiores por assim o termos feito. Por vezes negamos a verdade, e caminhamos na mentira. Por vezes preferimos viver pelos impulsos do nosso ser carnal, e afastamo-nos daquilo que nos faz bem à alma. Por vezes achamos, o que é espiritual, tão desprovido de sentido e actualidade, e procuramos aquilo que nos corrói por dentro silenciosamente. Por vezes escolhemos viver no meio da confusão e de toda a espécie de males, e recusamos aquilo que nos alimenta para além do corpo. Por vezes, porém.…

|Dolce Far Niente| Emagrecer sem Fazer Nada... de Extraordinário

Não só escrevo num blog, como gosto de ler blogs. Gosto, porque são partilhas pessoais, vividas por alguém. E gosto particularmente do Dolce Far Niente da Marta. Porquê!? A razão é simples. Não é cheia de rococós. Aparentemente passa exactamente pelas mesmas coisinhas que nós, mulheres comuns e imortais. E não tem problema em falar do menos glamoroso. Mas não escrevo este post apenas para vos dizer isto. Não! Escrevo, já que, num dos últimos post, a Marta conta como emagreceu... e algumas das alterações (quase todas), que fez à sua alimentação, correspondem às que eu também fiz. E essas são:

Evito a quase 100% comer o que tenha trigo e açúcar, mas abro excepção para os dias de celebração e para o "dia da asneira", que procuro que coincidam. Também já aconteceu inadvertidamente ter comprado um produto com açúcar e só me dar conta mais tarde. E consumir mesmo assim, mas não voltar a comprar. Tenho chocolate de 75% e 85% de cacau e como um quadrado quase todos os dias. Normalme…

|App| Agora, sim!

Sempre fui péssima para beber água. Aquela cota que dizem ser maravilhosa para o nosso organismo funcionar lindamente... nunca era atingida. Ou muito muito raramente. Para chegar ao bem dito um litro e meio de água (já não falo daquele desafio dos três litros diários) tentei:

usar um copo na casa de banho. Cada vez que ia à casa de banho era obrigada a repor líquido no meu organismo. espalhar garrafas pelas várias divisões da casa. Sempre que ia de um lado para o outro tinha mesmo à mão de semear água para beber. comprar uma garrafa que fosse fácil de transportar. Acho que exagerei... comprei várias. Ora porque a tampa se abria facilmente e me molhava a mala. Ora porque deixava um sabor metálico na água. Ora por isto, ora por aquilo. As que me têm acompanhado mais tempo são da Tupperware.fazer um bule de chá de manha e ir bebendo ao longo do dia. Bem sei que não é água, mas tinha quase o mesmo efeito... e pelo menos tinha o sabor para motivar... ou não.comer comida salgada para aumenta…

|A Mulher do 31| Forte de braços

Preparas-te com alegria para o trabalho árduo? Procuras fortalecer-te para as acções que requerem mais de ti? Dedicas-te com prazer àquilo que tens de fazer? Entregas-te com vontade ao trabalho? Concentras as tuas energias e procuras ganhar força para realizares o que te compete? Manténs a tua casa limpa e fazes tu própria as tarefas necessárias com vigor? Se sim, parabéns. És uma mulher esforçada, forte, trabalhadora e disponível. Se não, não te preocupes... estamos todas em construção, e a perfeição é inalcançável, por esforço próprio. Mas vale a pena dar o melhor de nós, sem culpas, sem stresses...
Eu moro num terceiro andar sem elevador. A Mariana pesa para lá dos oito quilos. E o chamado ovo, que a servia para transportar, também não é leve. Deixei de a transportar desta forma, e agora vem no marsúpio, ou o chamado canguru. Mas nas últimas vezes que a levei do rés do chão até à nossa casa, já era complicado e as forças tendiam a fraquejar. A maneira que eu fazia para vencer a dif…

Quarta Feira de Cinzas

Se ontem houve fogo em algumas cidades, hoje há cinzas. Oficialmente acaba hoje o Carnaval. Para alguns começa um novo tempo, o de jejum. Até à Páscoa pode-se contar 40 dias. Este período tem por nome: Quaresma. Depois da festa pagã vem a festividade religiosa, para perdoar os fiéis e abençoá-los simbolicamente com cinzas.
Por onde tenho andado, neste dia encontro sempre gente com uma cruz na testa, feita com o pó das cinzas. Eu própria, pelo menos por duas vezes, andei com essa cruz. Nessa altura o Gui ainda frequentava o infantário e fazia parte do calendário ir à missa e receber a cruz. Sim, os miudinhos pequeninos também... pelas diabruras que tinham andado a fazer, quase de certeza. Só que ainda há tempo, para alguns, para mais uma festa... esta à volta da mesa, comendo e bebendo. E, depois, uns fazem jejum religioso e outros fazem o que lhes apetecer... até à próxima época festiva da agenda. Adeusinho, Carnaval!



Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebo…