segunda-feira, 6 de março de 2017

|Motivação| Tu Podes Fazer Parar

Ericeira Março de 2015
Foto: Ana Filipa Oliveira

Por vezes falta-nos a sabedoria para lidar com as situações. Por vezes escasseia o nosso entendimento acerca do que se está a passar e a melhor solução. Por vezes é difícil termos um bom procedimento e colocarmos na prática aquilo que estaria correcto. Por vezes falta-nos a humildade para agir... e o ego tenta-se levantar. Por vezes abrimos a porta a ladroes traiçoeiros como a inveja, a amargura, a ambição desmedida, o egoísmo... Por vezes até nos gloriamos disso, como se fossemos muito poderosos e superiores por assim o termos feito. Por vezes negamos a verdade, e caminhamos na mentira. Por vezes preferimos viver pelos impulsos do nosso ser carnal, e afastamo-nos daquilo que nos faz bem à alma. Por vezes achamos, o que é espiritual, tão desprovido de sentido e actualidade, e procuramos aquilo que nos corrói por dentro silenciosamente. Por vezes escolhemos viver no meio da confusão e de toda a espécie de males, e recusamos aquilo que nos alimenta para além do corpo. Por vezes, porém... talvez muito poucas vezes, corremos em direcção ao que nos faz viver de um modo puro, pacífico, amável, compreensivo, cheio de benevolência, repleto de bons efeitos, imparcial e sincero. E nessas vezes pensamos "Quero mais! Quero voltar mais vezes! Quero ficar aqui!", porque nos faz sentir de um modo inexplicavelmente completo, redondo, perfeito... Mas, depois dessas vezes, caímos de novo na rotina daquilo que nos intoxica, nos pesa, nos castiga, nos derruba... E mais à frente, volta a existir aquele momento das "poucas vezes". E com ele regressa o mesmo bem estar indescritível e a vontade de permanecer... só que depois, vem o momento seguinte, que nos arranca de lá, nos puxa para aquilo que nos deixa o ânimo a mil, mas o interior vazio. E o ciclo não pára. Até que tu o assim decidas. Decidi-te por o fazer parar e fazeres dos "poucas vezes" a tua morada permanente. Diz sim à Vida, ao lado verdadeiramente bom da vida.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo