terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Terça-feira Gorda

Foto: Instagram-User msmarron in room5.trivago.de
Lentamente começa a chegar ao fim esta época festiva. E, depois da festa, a alegria não é a mesma. Lembro-me de uma expressão que ouvi várias vezes: "Para onde vais? Vou para a festa (com um ar e tom sorridente e entusiasmado). De onde vens? Venho da festa (com um ar e um tom deprimido)". Assim é com o Carnaval. Muitas associações começam agora os seus rituais de despedida, com cerimónias melancólicas. Algumas entregam de volta a chave da câmara municipal, outras levam simbolicamente as bruxas, os espantalhos e os demónios para a campa, ao som de músicas de lamento.
Na cidade onde cresci (portanto, em Portugal) há uma colectividade que organiza o Enterro do Entrudo. Eu recordo-me de ir com a minha mãe, ainda criança, num desses cortejos. Na frente ia um espantalho pendurado em paus, e as pessoas iam todas atrás com roupas escuras, e dizendo algo que não me recordo. Tenho uma vaga ideia de pararmos em frente de um dos cafés da estação e ser dito algo. Em dado ponto, o cortejo parou e alguém fez um sermão... era o momento de enterrar o Entrudo, ou melhor, o espantalho. Calculo que seja algo semelhante o que se passa em algumas regiões da Alemanha neste dia. E estou certa que em algumas partes de Portugal continua a ser assim.


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Segunda Feira Rosa

Os grandes desfiles de Carnaval dão-se neste dia, não apenas em cidades como Colónia, Düsseldorf, Mainz e Rottweil - conhecidas pelo seu espírito carnavalesco, mas também nas pequenas cidades. Se numa parte da Alemanha o carro alegórico dedica-se a tecer crítica social e política, noutra região já se apresenta com um cuidado maior sobre as máscaras e os fatos que dão cor a esta festa. 
A "segunda-feira rosa" calha sempre na segunda-feira antes da quarta-feira de cinzas e também 48 dias antes do domingo de Páscoa. Por ser um ponto alto da época de Carnaval algumas empresas dão este dia livre aos trabalhadores, e há mesmo cidades onde é feriado.

Foto: de.wikipedia.org
Desfile carnavalesco em Rottweil em 2007



Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

|Confissões| A minha Cinderela

Foto: Ana Filipa Oliveira
Desde sexta-feira que no Facebook, no Instagram e por aí fora... é uma enxurrada de fotos de Spiderman, Princesas, Fadas... Todas as mamãs se orgulham de mostrar os seus rebentos mascarados. É um direito que lhes assiste, e que muito bem compreendo.
Como já partilhei em post anteriores, não sou fã do Carnaval. E confesso que me custa muitíssimo dar tanto dinheiro por fatos e acessórios que é para usar apenas um ou dois dias... (Serei eu a única mãe forreta!?) Mas acredito que não haja, ou sejam muito poucos, os meninos e as meninas que não gostam de se fantasiar de polícia, bombeiro, super herói... o nosso mais velho, apesar dos seus 11 anos, ainda se entusiasma com o Carnaval. E voltou a usar o fato do ano passado de Darth Vader, mas parece que para o ano já teremos de voltar a investir - está apertado. Pois é, cá em casa um fato tem de dar para mais do que um Carnaval. Andou de Xerife uns três anos. Também já foi Índio, diria, que por dois anos. E acho que foi só.
Agora a pequenita... essa nem deu por nada... quer dizer, hoje deve ter sentido a mesma emoção de quem se fantasia para o Carnaval, quando lhe vesti um vestidinho muito catita e uns sapatinhos a condizer... É que normalmente anda com roupa ligeira de andar por casa, e nas nossas breves saídas à rua, visto algo prático... nem sapatos usa. Mas para completar o outfit tinha de ser... só que esta Cinderela não gosta de nada nos pés... e lá foi dinheiro para o lixo. Mas pelo menos já deu para as fotos... e talvez ainda dê para mais uma saída de dia de festa... pois parece que ela gostou... de festa!!

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Fim de Semana de Carnaval

Se em Portugal copiámos o Brasil, e este fim de semana vão sair à rua muitas escolas de samba, ou pelo menos associações com miúdos e graúdos a agitar o pé ao ritmo brasileiro... quase esquecendo as nossas tradições... na Alemanha o cortejo carnavalesco tende a ter outros ritmos e um pouco mais de roupa, que as temperaturas por aqui não são mediterrâneas.
Entre sexta e domingo tem lugar o desfile de crianças, organizado por escolas, infantários e comunidades. Mas não só, também haverá muita agitação nas ruas... cada associação tem as suas tradições, rituais e eventos específicos, como o mercado, o brunch, a missa... do Carnaval, mas há cidades como Düsseldorf e Colónia que a dimensão das festividades é maior.
E sabem que mais... é um tempo levado a sério pelos alemães. (A sério, perceberam a piada!?!?) Existem lojas abertas todo o ano, com dimensões enormes, apenas e só com fatos, máscaras, acessórios e tudo o que tenha a ver com o Carnaval. Se pensam que é apenas para miúdos, estão enganados. Os adultos são adeptos dedicados desta época festiva. E quando digo adultos... não digo jovens adultos, entendem?
São poucos os que ficam em casa por estes dias... até porque nos desfiles costumam-se lançar "prendinhas", normalmente guloseimas, e é ver quem vem para casa com o saco mais cheio. Mas já nós preferimos o saco vazio, e a paz do "lar doce lar", do que enfrentar multidões em delírio.

Bom Carnaval, para quem festeja!
Ah, e cuidado com os excessos. Cuidadinho!

Foto: sueddeutsche.com
Carro alegórico no desfile carnavalesco de Düsseldorf em 2014


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

|A Mulher do 31| Avalia a Situação

Muitas vezes somos colocadas à prova... procuramos um emprego... encontramos um, mas não é aquele que nos convém, porém precisamos de emprego... "O que fazer?", pensamos. Ou deparamo-nos com uma oportunidade para comprar aquele carro... "Mas será conveniente no momento?" Ou ainda vamos a uma loja e ficamos deslumbradas com uma peça que vimos. Por momentos examinamos bem a compra... "Será uma boa compra?!" 
É sábio ponderar os nossos actos. Adquirir, sem considerarmos todas as variáveis dessa aquisição, é tolo. Quantas de nós já se arrependeu daquele vestido que comprámos sem reflectir, só porque era lindo!? Ou quantas vezes já resmungámos pelo trabalho que temos, ou do carro que comprámos!?
As nossas acções devem gerar efeitos múltiplos. Sempre que tomamos uma decisão que ela possa multiplicar-se em vantagens. É muito sensato investir aquilo que recebemos - como salário, como fruto do nosso trabalho, nalguma coisa que rentabilize. Quando colocamos o nosso dinheiro no banco procuramos aquele que dá as melhores regalias por lá o ter, certo? Isso é rentabilizar. E as nossas compras, ou aquisições, devem ter esse papel. Para quê? Para poder gerar movimento, e movimento é vida. Para poder gerar vida em abundância. E quem tem vida em abundância, só pode ser feliz.
A Mulher do 31 é ponderada. Ela avalia a situação. Examina os prós e os contra. Se valer a pena, ela avança. Mas só vale a pena, para a Mulher do 31, se a sua acção for uma solução com efeitos multiplicadores. A Mulher do 31 investe o que ganha, para ainda ganhar mais. Investe, não em jogos de sorte, mas em algo que ela própria possa fazer produzir mais. 

Quem não sabe quem é a verdadeira Mulher do 31, um dia saberá. Ainda não sou eu! Mas é exemplo para mim.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

Quinta Feira Gorda ou o Entrudo das Fêmeas

Este é o primeiro dia do tempo de Carnaval. E são as mulheres a abrir as festividades. Como? Por estas bandas, mascaram-se e saem à rua, com alegria e diversão. Se hoje uma da partida mais conhecidas desta quinta feira é a de as mulheres cortarem a gravata aos homens que se cruzarem com elas. Já antigamente era tradição comer-se biscoitos carregadas de doce e gordura, nesta época anterior ao tempo de jejum, e daí nasceu o nome quinta feira gorda.
Portanto, os próximos sete dias parece-me que vamos ver muitas imagens de máscaras, partidas, diversão e comida (ou talvez mais bebida)... mas não aqui. O Carnaval é pouquíssimo sedutor para mim.

Foto: mz-web.de


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

|DIY| Caixas de Papel UP


Aqui por casa acumulam-se caixas de papel. Encomendamos muita coisa pela internet e vêm quase sempre em caixas. Eu tenho uma dificuldade em deitar o que quer que seja fora... até as caixas. E, para lhes dar utilidade, há que lhes dar a volta... Não só eu, mas também o Gui, já reciclámos algumas caixas da papel. É simples e divertido! Pode servir para guardar brinquedos, para "embrulhar" fotos a oferecer... Apenas temos de colocar a nossa imaginação a trabalhar... e as nossas mãozinhas também.



Normalmente começo por dar um banho de cor branca nas caixas, para depois poder colocar as cores que quiser. É que deste modo, elas ficam mais vivas.



Esta já foi preparada para começar a invenção...



A cor azul foi a escolhida para dar ânimo ao exterior desta caixa. Depois de secar...



...decorei com o cor de rosa, que tinha escolhido para o interior. Peguei numa esponja e molhei-a na tinta e, em pequenos toques, fui dando um efeito de esfumaçado à parte da frente da caixa.



Peguei em três cores: azul, branco e amarelo, de um tipo de folha esponjosa, da qual não sei o nome correcto, sorry! Julgo que não é feltro, pois esse normalmente é pano, e este material não o é. Se alguém souber, por favor, deixe nos comentários. No branco desenhei e recortei o que seria o corpo de um anjo. No amarelo a auréola do anjo. E no azul as asas. 



Por fim, colei todos na frente da caixa. E assim nasce uma caixa que pode servir para guardar bilhetes para o céu 😇

Mas há mais possibilidades...


Nesta caixa usei três cores. Para além do azul e rosa da caixa anterior, também usei o verde. Depois de pintados todos os lados, passo um verniz para dar brilho e impermeabilizar. 



Uma excelente maneira de oferecer fotografias, permitindo a quem recebeu colocar mais lembranças dentro deste "embrulho" original.

Esperem! Ainda não ficamos por aqui.



Esta obra foi do Gui. Eu só fiz os acabamentos... o tal verniz. Caso contrário, até as próprias cores ficam "mortas", não acham?



É uma óptima maneira de manter os miúdos ocupados e aumentar-lhes a auto estima, por serem capaz de fazer tal tarefa e de verem a sua obra a uso...



...para guardar os seus Legos, por exemplo.



Por fim, uma caixa, na qual não usei a pintura como técnica, mas a colagem. E reaproveitei um saco de papel, do qual amei as ilustrações. Depois foi só encontrar um papel de uma única cor que combinasse.

Já há algum tempo que tenho umas caixas de madeira e umas de metal para reaproveitar... Depois mostro-vos o resultado final. Enquanto isso, divirtam-se, sozinhas ou com os mais pequenos, a serem criativas e permitirem que a vossa criança interior seja alimentada, pelo prazer de voltar às aulas de Trabalhos Manuais. 😉

Fotos: Ana Filipa Oliveira


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

|Maternidade| A Tempo Inteiro

Foto: Ana Filipa Oliveira
Viver a tempo inteiro a maternidade permite-nos ter mais disponibilidade psicológica e emocional para pensar em aspectos que de outro modo talvez nos passassem ao lado. "Tempo é dinheiro.", ouve-se muitas vezes essa expressão. E eu invisto o meu tempo (a minha riqueza) em momentos como este da fotografia... deixei-a por a mão na massa, neste caso no puré. E ela deliciou-se. Mas não é só isso que a maternidade a tempo inteiro permite... Permite experimentar, tentar, provar... hoje não vou falar ainda da compra de fraldas de pano, que fizemos no final do ano passado... mas vou falar em fazer as próprias papas de cereais em casa. Até agora tenho sempre comprado as caixinhas da Milupa, mas está a chegar o fim delas cá por casa. Além de serem caras, é papel e plástico que se usam sem necessidade e talvez não sejam assim tão saudáveis como as caseiras. Até ao final desta semana iremos experimentar a papa de arroz integral e a de aveia. Veremos se a menina aprova. Irei escrever no blog, não só o resultado, como as receitas, claro.

Se esta experiência consta do teu currículo como mãe, por favor, deixa um comentário. Partilha de experiências e ideias é sempre bem vinda.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

|Recordações| Sorriso... Sempre Mais

Foto: Luis Magone
Hoje saltou-me do baú esta foto. E fiquei sorridente e perplexa a olhar para ela. Sorridente, porque o meu sorriso ainda continua a ser o mesmo: sempre rasgado e sincero. E perplexa, porque já fui deste tamanho... é como se não tivesse a noção que alguma vez já havia sido assim. Acho que já estou à demasiado tempo com peso a mais que nem me recordo que já tive a menos. Entendem-me? Mas, pronto, foquemo-nos no sorriso... que faço questão de não perder.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

|Momentos| O Lado Descomplicado

Foto: Ana Filipa Oliveira
Há momentos que são tão simples... são momentos tão básicos, mas que se tornam momentos únicos e memoráveis. No Natal que passou recebi das melhores prendas que me podem oferecer: momentos inesquecíveis. Amei ir buscar pinhas e caruma com o meu filho, a minha sobrinha, o meu marido, o meu irmão e a minha cunhada. Estava um sol maravilhoso e os ânimos também estavam brilhantes. Foi tão bom! Mas tão bom!
Viva ao lado descomplicado da vida! E tão saboroso.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

|A Mulher do 31| Ainda a Lua está no Céu

Foto: Ana Filipa Oliveira

Muitas de nós levantam-se ainda nem o dia clareou. Muitas de nós começam o dia ainda de noite. Muitas de nós já estão de pé e ainda é só madrugada. E logo de seguida, muitas de nós começam a preparar a comida... a do pequeno almoço, e a do almoço para levar... para si e para a família. Muitas de nós, começam a delegar tarefas para os de casa, dizendo aos filhos e ao marido o que têm de fazer, sem falta, durante o dia. E este é o início de cinco dias da semana para muitas de nós. 
A Mulher do 31 não vai ao sabor do vento. A Mulher do 31 é uma mulher organizada. A Mulher do 31 sabe o valor de começar cedo o dia. A Mulher do 31 é fã de planos e de saber delegar tarefas. A Mulher do 31 não só distribui trabalho, ela própria também põe as mãos na massa.

Quem não sabe quem é a verdadeira Mulher do 31, um dia saberá. Ainda não sou eu! Mas é exemplo para mim.


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

|Listas de Desejos| Lugares aqui ao Lado

Foto: Ana Filipa Oliveira
Foto: Ana Filipa Oliveira
Um dia... um dia... um dia vou visitar este palácio. Dizem que na Primavera os seus jardins são lindíssimos. Ao longe já me maravilhei com a água gelada deste lago no Inverno. E ao longe já passei por esta paisagem, tantas e tantas vezes. Mas um dia... um dia...
Por vezes temos sítios tão lindos ao pé de nós, a pedir para serem visitados, e nós passamos ao lado. Por isso é que vou criar uma lista: os sítios a visitar, aqui mesmo à beira. Quais fazem parte da tua lista?
E que esse dia... seja já já na próxima Primavera.

Para os mais curiosos este é o Schloss Benrath, em Düsseldorf.


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|Confissão| As Idas ao Café

A cultura de ir ao café tomar o pequeno almoço, ou o lanche... ou até mesmo ir beber a bica, ou o cimbalino, é coisa atípica por estas bandas. Sentarmo-nos no café a gastar conversa com a nossa companhia, ou ir depois de almoço beber o cafezinho e ler o jornal... uhmmmmm Quem não gosta? Mas por aqui, não é algo comum. Se sinto falta!?

Foto: Ana Filipa Oliveira
Quando vou a Portugal é raro não desfrutar deste hábito. Os pequenos almoços de torradas cheias de manteiga, e o galão quentinho... ai, como me faz sentir em casa. (Mas agora, com a reeducação alimentar vou de certo encontrar alternativa! Se nas últimas férias fui capaz de voltar sem ter tocado num Pastel de Feijão, então isto agora será canja!) Mas se sinto saudades?!

Foto: Ana Filipa Oliveira
Entrar no café e ver uma montra tão apetitosa, ouvir o barulho das máquinas de café misturado com as vozes daqueles que servem e são servidos... sentar numa mesa e sorrir ao do lado, porque já é hábito cruzarmo-nos por ali, ou é a mulher que vimos sempre no comboio, ou é a vizinha que ali também está... ficar o tempo que se quer, com liberdade, com risadas e falas altas... ler o Correio da Manha já lambido por tantos dedos que o tocaram... deixar os miúdos brincarem lá fora, enquanto falamos... ou deixá-los comer um Pastel de Nata com a colher e uma água mascarrada (água que sai depois do café)... tudo isto e muito mais, talvez fosse espontâneo e impensado enquanto vivia em Portugal, agora é, em cada visita, absorvido com o amor de quem deixa o coração agarrado aos seus lugares e pessoas de referência, ao seu leito, ao seu país. Sim, tenho saudades! Sou portuguesa.

|Ideias| Eu fui de férias

Foto: Ana Filipa Oliveira
O meu telemóvel não serve apenas para telefonar... aliás, actualmente julgo que nenhum serve apenas para telefonar. O que eu queria dizer é que o meu serve também como "lembrete fotográfico". Quando gosto de algo e gostaria de reproduzir em casa, ou mostrar a alguém, fotografo. E foi o que aconteceu no IKEA. (Mais uma vez o IKEA!) Vi esta disposição de quadros, com imagens das férias... muito interessante para preencher uma parede grande. Na verdade até pensei no nosso hall de entrada... Será sempre um bom tema de conversa quando as nossas visitas entrarem, não acham?

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

|Ikea Food| Viagem à Suécia

Foto: Ana Filipa Oliveira
De vez em quando vou ao IKEA, aqui a uns 15 minutos de carro... vou apenas para ir tomar o pequeno almoço com umas amigas, ou almoçar. Parece uma saída pobre e sem graça, mas até é bem simpática. E mais comum, por estas bandas, do que se possa pensar.
Na hora de abertura da loja já há imensas pessoas prontas para pegar no prato e ir preenchendo-o com ovos, salsichas... aquilo que mais gostarem do buffet apresentado. São jovens mães, com os seus bebés e crianças, que aproveitam esse espaço até para deixarem os miúdos brincarem, enquanto trabalham ao computador. (Ainda não é o meu caso!) Ou também se vê idosos, que vão rechear o estômago e dar à língua com as amigas da mesmas idade.
A estes, à hora de almoço, juntam-se jovens trabalhadores, provavelmente da sede da Henkel, ali mesmo ao lado. E de outros escritórios da zona industrial, onde se encontra. E é um burburinho... um trânsito de pessoas e carrinhos com tabuleiros... muito animado. Enquanto isso, passa na TV, sem que muitos prestem atenção, receitas suecas, com os produtos disponíveis na loja. Mas provavelmente poucos reproduzem essas receitas em casa.
Eu apaixonei-me pela comida e pelos países nórdicos em geral. No verão de 2015 visitámos a Dinamarca, a Suécia e a Noruega. Já tínhamos estado na Suécia anteriormente. E continuámos tão bem impressionados como antes. Vir ao IKEA tem para mim o encanto do avivar de memórias... daquelas que nos deixam leves, a flutuar.
E, por memórias, recordo-me bem do momento em que tirei esta foto. Estava grávida da Mariana e tinha ido ao ginecologista. No regresso para casa, à hora de almoço, e esfomeada... parei no IKEA para nos abastecer. E deliciei-me.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|Metas| Já me Esqueci

Na arrumação da imensa livraria que existe cá em casa, folheei dois livros devocionais dos anos anteriores. (Para quem desconhece, os devocionais basicamente apresentam todos os dias do ano um texto para reflexão.) Sabem o que achei interessante? Tanto um como outro foram efectivamente usados, com a regularidade requerida, ou seja diariamente, apenas até ao início de Fevereiro. Como demoramos pouco a esquecer dos nossos objectivos! E tu, já te esqueceste das resoluções para 2017 que fizeste no mês passado? Se não queres ser como eu, procura ter sempre o foco naquilo que desejas alcançar. Não te distraias. É preciso muito pouco, para levar a nossa atenção para outros lados...

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

|A Mulher do 31| De Lugares Distantes

Às vezes surpreende-me a capacidade de irmos buscar forças, quando parece que já não há mais nada no fundo do saco. Quando desejamos muito, ou é realmente necessário, reinventamos combustível, onde ele já não existe, e lá vamos nós. E há combustível mais poderoso do que o amor?! Por amor vamos longe, lá, a lugares distantes, ao recônditos do mundo. Por amor até rastejamos, se as forcas nos faltarem. Por amor caminhamos em estradas largas e de perder de vista, mas também passamos por túneis escuros, por caminhos de cabras, por trajectos apertados... Por amor.
A Mulher do 31 vai lá longe buscar alimento para a família. A Mulher do 31 procura o pão nos lugares longínquos. A Mulher do 31 traz para perto o que está distante. A Mulher do 31 entrega o que de melhor há àqueles que ama. Por amor.

Quem não sabe quem é a verdadeira Mulher do 31, um dia saberá. Ainda não sou eu! Mas é exemplo para mim.


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

|Parentalidade| Tarefas do Lar = Trabalho de Equipa

Cuidar da despensa não é para mim coisa fácil. (Em geral, o trabalho doméstico é uma tarefa complicada para mim. Mas cada dia torna-se menos, e muito mais prazeroso.) Sou daquelas mulheres que precisa de listas para não se desorientar. Rapidamente me esqueço do que é preciso comprar... e sair diariamente para ir às compras, sinto como um grande esforço (desnecessário), ainda mais agora com uma bebé e morando num prédio sem elevador. Sei que isso é de pessoa para pessoa. Há mulheres que fazem do ir às compras um ritual diário, do qual não prescindem. Eu aprecio essas mulheres... e fico fascinada com aquelas que ainda trazem flores para adornar a casa. (Sou péssima com plantas e companhia. Até à data nenhuma sobreviveu cá em casa!) Acho bonito! Acho amoroso!
Outras das minhas fraquezas como dona de casa é receber... sou desajeitada e acaba sempre por faltar algo, por a mesa não estar lá um grande espectáculo... e para receber, também há que servir... os meus bolos saem maioritariamente enqueijados ou secos... Mas tenho gosto de conviver e estar com amigos e amigas num lugar tão íntimo como as nossas casas. Talvez pelas minhas fraquezas como doméstica acabo por não o fazer com frequência. E das vezes que faço tenho que me convencer com um diálogo interno: "As pessoas vêm cá por ti, não é pela tua casa, ou o que possas oferecer." e isso dá-me paz.
Antigamente essas tarefas faziam apenas parte do círculo feminino. Os homens eram educados para serem servidos, como lordes... eles não viam o que faltava na despensa, não iam às compras, não compravam flores, não eram cicerones nos convívios no lar, não iam para a cozinha preparar refeições, bolos e afins para os de dentro, muito menos os de fora... E a mulher que não soubesse fazer isto (e muito mais) e que não o fizesse bem, era achincalhada. Mas este antigamente ainda tem repercussões nos dias de hoje. E é aos poucos que as mentalidades se mudam... as nossas primeiramente. E depois as deles... eu, como mãe de um menino, sou responsável por essa tarefa. Eu como esposa, sou responsável por essa tarefa. O meu marido, como marido e pai, também é responsável por essa tarefa. Ou quererá qualquer homem, por exemplo, ver a sua filha a ser empregada a dias - todos os dias do ano, doméstica sem descansado, dona do lar don't stop da própria casa, da sua família!? 
Eu desejo que tanto o meu filho, como a minha filha, saibam cuidar da casa. De preferência melhor do que eu! Vejo-os, na época da faculdade, a cuidarem das suas coisas com primor e felicidade. Anseio para eles lares felizes, onde ambos partilhem as tarefas domésticas com os seus parceiros, como um trabalho de equipa. Serei feliz de os ver num casamento, e num ninho, onde haja harmonia e paz ao fazerem as refeições em conjunto, sorrisos e gargalhadas ao limpar a loiça juntos, lutas de almofadas ao arrumar a cama... Para isso, a tarefa mais árdua e mais preciosa que tenho hoje é de educá-los - em exemplo e em palavras.



Se o faço? Dou o meu melhor, mas estou permanentemente em obras! Nunca seremos perfeitos, e acabados.


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

|Motivação| Vai Devagar, mas VAI

Foto: casa-simples.tumblr.com

"Já daqui a pouco há um mês... e nada.", se eu decidisse por me focar nas circunstâncias: desistia. Mas sou uma mulher de fé. E caminho na certeza do que há-de de vir. Sei que se persistir, irei ver resultados. Sei que estou a mudar para que construa uma casa na rocha, forte, bem alicerçada. Estou a edificar um novo estilo de vida, não uma dieta com prazo programado. Vou devagar, mas vou.
E tu, já te distraíste no caminho para o teu objectivo? Seja ele qual for, mantém-no à frente dos teus olhos. Olha para ele, e não espreites à direita nem à esquerda. Sempre em frente até o alcançares. Não desistas. Persiste... com fé.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

|Diários e Agendas| Apenas Tens que Ir

Desde que me lembro sempre escrevi diários. Aliás tenho alguns ainda na cave, que já passearam da casa da minha mãe, para a nossa casa e depois de Portugal para a Alemanha, e a seguir dentro deste mesmo país, pelo menos já três vezes. Talvez um dia o destino final seja o caixote do lixo, mas por enquanto ainda os guardo, com o desejo de os reler... como quem folheia um álbum de fotografias.
Os diários ajudaram-me a expressar aquilo que não conseguia dizer aos outros. Auxiliaram-me a clarear as minhas ideias. Muitas vezes foram o ombro amigo em que desabafei. Outras vezes aquele a quem contei as minhas peripécias. E tantas vezes foi como cartas para o Pai do Céu... 
Também amo agendas. Tenho muitas. Algumas já me desfiz delas (a muito custo!!)... outras ainda estão junto dos diários na cave. Este lado a lado para mim faz sentido. A agenda é onde eu faço o meu registo diário de actividades e afins. O diário é onde aponto as ideias, as emoções... que surgiram dessas actividades, ou episódios do dia. Talvez possa dizer que são as faces da mesma moeda: a anotação do tempo (cronológico e psicológico).
Para este desafio de 2017 (uma reeducação em termos de alimentação e actividade física) não podia deixar de lado quer um quer outro. Na agenda aponto o que irei fazer, os meus planos. No diário escrevo o que fiz, os meus resultados. Para quê? Para poder manter-me focada. Para poder saber de onde venho e para onde vou. Para reconhecer padrões de comportamentos a serem alterados. ... ou apenas porque gosto.
Lembram-se do Organizador de Orações e Estudo Bíblico? (Podem ver AQUI.) Pois bem, estou a preparar algo semelhante, mas desta vez a respeito de exercício físico e alimentação. Em breve partilho convosco como ter no mesmo dossier todo o material útil para esta caminhada. Enquanto isso, lembrem-se: vamo-nos orgulhar de cada passo.

Foto: http://ilovemensagens.com/


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

|Motivação| Orgulhosa de Cada Passo

Foto: pujolskitchen.com/
Este desafio de 2017 dá-me um frio na barriga. Um frio que significa ansiedade, medo, mas também entusiasmo e alegria. Claro que tenho receio de não atingir o meu objectivo! E a esse receio cola-se todos os dedos levantados a dizerem "eu não disse que não eras capaz", ou "mais uma vez...", e tantas outras expressões que ninguém gosta de ouvir e todos gostamos de evitar. Sim, tenho medo de falhar. Tu não tens? Medo da vergonha que abraça as nossas quedas. Só que agora eu aprendi, só falha quem desisti. Mesmo que eu tente quinhentas vezes, pelo menos eu estou a tentar. E mais orgulhosa do que atingir o meu objectivo, descobri que faz tão bem à alma, estar orgulhosa de cada passo do caminho. Hoje sinto-me orgulhosa de todos os dias, com uma ou duas excepções, ter feito o exercício físico que me propus, mesmo cansada, mesmo não querendo, mesmo tendo de abdicar de outras coisas... estou orgulhosa de não comer a gordura do bife que eu tanto gosto... orgulhosa de não comer o risotto que eu amo, e comer legumes no seu lugar... orgulhosa de praticamente não consumir mais açúcar, e beber o café assim, pretinho como ele é... orgulhosa de não ter comido pão, massa, arroz... E tu, de que passo (ou passos) te orgulhas? De certo que haverá pelo menos um... Força. E muito orgulho.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

|A Mulher do 31| Vamos Lá Arregaçar as Mangas

Há mulheres incansáveis. Há mulheres com vários trabalhos fora de casa e com muito dentro dela. Há mulheres que, apesar de muitas tarefas, mantém o bom humor e fazem tudo com boa vontade, com gosto, com prazer, com alegria... Elas vão ao encontro, elas procuram, elas escolhem, elas compram (mas não feito), elas ocupam-se, elas fazem, elas trabalham, elas colocam a suas próprias mãos ao serviço, elas criam da matéria prima algo único... São mulheres exemplares. Viva às que são! Às que não são, incluiu-me nesse grupo (não tenham pena de mim!), vamos lá arregaçar as mangas. ´Bora usufruir do tempo que conta o nosso relógio... nunca sabemos quando ele irá parar. E que seja tudo com um sorriso nos lábios e o coração bem quentinho. Força!

Foto: Ana Filipa Oliveira

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

|OnLine| Senta-te Menos, Mexe-te Mais

Vamos lá a mais um curso? Mas isto não é para coleccionar... é para aprender e colocar em prática. Eu tenho-me esforçado nesse sentido. E acreditem, que vale a pena! Estes cursos do Coursera são muito interessantes, bem estruturados, desenvolvidos por entidades credíveis e motivadores. Hoje escrevo-vos acerca do curso "Sit Less, Get Active" que a Universidade de Edimburgo tem aberto até dia 17 de Julho. Vá, mas vamos lá a ser activos, e não deixar para amanhã o que se pode começar hoje!
Como o nome indica trata-se de uma curso online para inspirar-nos a ser mais activos e não passar tanto tempo sentados. E isto não é apenas para aqueles que trabalham todo o dia à secretária... não, não. Existem exemplos para estudantes, para mamãs, para reformados...
A maneira como abordam a temática é simples e fascinante. Não se precisa de conhecimentos especiais para participar. Este é um curso para iniciantes. Mas necessita-se de investir cerca de uma hora e meia por semana no estudo. Digamos que não é nada! Eu aproveito os meus 30 minutos diários de bicicleta para ver os vídeos. Mas também poderia usar o tempo de arrumar a cozinha depois do jantar. Vai ser fácil de encaixar este tempo de estudo nas actividades já agendadas ou fixas! Sendo que também não serão mais do que três semanas de estudo. Este é um investimento mínimo para efeitos multiplicados!

Foto: epic2020.files.wordpress.com

A mim só me falta concluir as tarefas para encerrar este curso. Mas acho que vou voltar a ver os vídeos outra e outra vez. :-)

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.
© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo