terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

|Confissão| As Idas ao Café

A cultura de ir ao café tomar o pequeno almoço, ou o lanche... ou até mesmo ir beber a bica, ou o cimbalino, é coisa atípica por estas bandas. Sentarmo-nos no café a gastar conversa com a nossa companhia, ou ir depois de almoço beber o cafezinho e ler o jornal... uhmmmmm Quem não gosta? Mas por aqui, não é algo comum. Se sinto falta!?

Foto: Ana Filipa Oliveira
Quando vou a Portugal é raro não desfrutar deste hábito. Os pequenos almoços de torradas cheias de manteiga, e o galão quentinho... ai, como me faz sentir em casa. (Mas agora, com a reeducação alimentar vou de certo encontrar alternativa! Se nas últimas férias fui capaz de voltar sem ter tocado num Pastel de Feijão, então isto agora será canja!) Mas se sinto saudades?!

Foto: Ana Filipa Oliveira
Entrar no café e ver uma montra tão apetitosa, ouvir o barulho das máquinas de café misturado com as vozes daqueles que servem e são servidos... sentar numa mesa e sorrir ao do lado, porque já é hábito cruzarmo-nos por ali, ou é a mulher que vimos sempre no comboio, ou é a vizinha que ali também está... ficar o tempo que se quer, com liberdade, com risadas e falas altas... ler o Correio da Manha já lambido por tantos dedos que o tocaram... deixar os miúdos brincarem lá fora, enquanto falamos... ou deixá-los comer um Pastel de Nata com a colher e uma água mascarrada (água que sai depois do café)... tudo isto e muito mais, talvez fosse espontâneo e impensado enquanto vivia em Portugal, agora é, em cada visita, absorvido com o amor de quem deixa o coração agarrado aos seus lugares e pessoas de referência, ao seu leito, ao seu país. Sim, tenho saudades! Sou portuguesa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo