Avançar para o conteúdo principal

Novembro é...

Novembro mescla escuridão e luminosidade. Em Novembro existe luta entre as trevas e a luz, entre a morte e a vida.
Antigamente, na terra da minha avó, a abertura deste mês era ponto alto para os miúdos que iam, com um saco, bater às portas para lhes darem um doce, caso contrário levavam com uma travessura da criançada. Mas nos dias de hoje já não há brincadeiras inocentes e saltitantes como essas. Agora é abóboras luminosas, sangue a escorrer da boca, bocas cosidas, roupas rasgadas, dentes aguçados... mas pronto, o Halloween já lá vai. As bruxas, os vampiros e todos esses seres vestidos de preto e com um ar tão mórbido já voltaram a vestir-se de gente normal.
Por falar em terra da minha avó (sublinhar que também é, ou melhor, é mais da minha mãe do que da minha avó - já fui chamada a atenção acerca disso!)... era por esta altura que se fazia uma feira na capital do concelho e para a qual as pessoas das aldeias se deslocavam em massa. Era um momento esperado. Lá em casa era, sem dúvida. O meu avô que raramente, muito raramente, saía de casa, lá fazia o favor de nos acompanhar. E eu, pequena, ganhava umas botas novas para o tempo de inverno que já estava quase quase a chegar. Era uma alegria. Eram tendas e mais tendas no largo das piscinas. Para mim, ainda criança, era um evento enorme e movimentado. Certo dia perdi-me. De repente estava sozinha. Mas lembrei-me do que a minha mãe sempre me dizia. "Se te perderes da mãe, fica onde nos vimos por último." e assim foi. Ali fiquei, e ela lá apareceu. Grande aventura, nesse ano! Recordo-me que se vendia de tudo e ainda tenho em memória que o serviço de loiça da minha avó foi lá comprado. Bem, para os meninos de hoje, deve ser uma actividade enfadonha e sem interesse algum... hoje há supermercados em cada esquina, e hipermercados em cada curva... hoje há centros comerciais e compras online... mas naquele tempo... era esperar pela feira. E com muita alegria!
E o nome da feira prende-se com o dia 1 de Novembro: Dia de Todos os Santos, ao qual se segue o Dia dos Finados, o Dia dos Fiéis Defuntos, ou o Dia das Almas. E começa-se o mês no meio das campas, ou na igreja a orar pela alma dos mortos. Gente, que bela entrada tem este mês!? Mas não é para continuar assim...
Este é mês de celebração, de festa, de muitos aniversários. É, portanto, mês de vida, de luz, de cores intensas... e de castanhas assadas (pronto, apeteceu-me! sobre elas falo noutro post), de folhas caídas no chão, de casacos mais quentinhos, de botas (estes já não compradas na feira dos Santos), de luz acesa às seis da tarde, de lençóis de flanela... e Novembro para ti, o que é?  

Foto: Ana Filipa Oliveira / 11.2014
Novembro de 2014 foi tempo de visitar Gloucester, Inglaterra
Novembro também é tempo de recolher das esplanadas. É tempo de interior.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vencedores e Vencidos - Blogs do Ano 2017

A minha curiosidade recaía sobretudo na categoria Família. Pelo segundo ano que Cocó na Fralda está no trono. (Parabéns! )Pelo segundo ano que Dias de Uma Princesa vai à luta com uma das meninas do The Woffice... e perde.
Li para aí, na esfera dos blogs, duras críticas a este concurso, como também algumas dores de cotovelo e um outro tanto de comentários. Que Sónia Morais Santos, Ana Garcia Martins e Catarina Beato têm o jornalismo em comum... e que os Blogs do Ano são levados a cabo pela empresa Media Capital pode parecer uma relação já por si pouco neutra, mas sejamos sinceros: tanto estes blogs e bloggers, como todos os outros que foram a votação, são blogs com muito trabalho investido, muitos anos de existência e muita visão de blogging.
Digamos que estes jogam na primeira liga do campeonato, depois existem outros bons, mas ainda ao nível da segunda e terceira. Se queremos jogar as partidas mais desafiantes do campeonato temos de treinar para isso, com um óptimo treinador e um ex…

Blogging e Social Media em 2017

O blog, por si só, já não é suficiente. Há uns 14 anos atrás escrevia num blog e as pessoas iam visitá-lo directamente... eram familiares, amigos, conhecidos ou desconhecidos, que de um modo ou de outro, tinham tido acesso ao endereço do mesmo. Mas agora ninguém lá vai apenas por ele próprio. Actualmente é preciso muito mais.

Agregar a um blog as potencialidades dos social media torna-se fundamental para quem quer sair da massa e tornar-se uma fatia especial e apetecível do bolo. Existem milhentas pessoas a criarem blogs. Conhecê-las a todas seria insano. E nem todas depois de os criarem, os mantém vivos. Há por aí muito blog morto!

Para criares, dar vida e  fazeres a festa connosco convido-te a ouvir o podcast do Pum Pum, para o qual fui convidada. Clica em https://buff.ly/2m7pRdw e escolhe a plataforma (You Tube, no Facebook, na Mixcloud... ) em que queres ouvir. Coloca no play a caminho para casa, para o trabalho, para a universidade, a arrumar a cozinha... Podes sempre pôr na pau…

A Tua Rotina Dita O Teu Sucesso

"O ser humano é um animal de hábitos.", provavelmente já ouviste esta expressão. Se não a ouviste, sendo tu humano, de certo que já sentiste a dificuldade de deixar um hábito ou instalar um novo. Isso deve-se a que estamos acostumados a dada coisa, e sair dessa rotina, requer esforço e dedicação. 
Acredito que também já tenhas sentido a alegria de alcançares algo e ficares contente contigo mesmo. Provavelmente para isso criaste hábitos, rituais, rotinas... para cortares a meta numa corrida de 10 km, terás tido um trabalho anterior, que te levou a desenvolver certas acções com alguma regularidade, por exemplo, correr de dois em dois dias um número de quilómetros. Nesses dias de preparação, quase de certeza que tiveste que vencer a preguiça e outros tantos obstáculos que apareceram no teu caminho. Nesses dias o sabor de correr não se compara ao sabor de cortar a meta no dia da prova. 
São esses pequenos passos que nos podem levar à vitória. E na blogosfera é tal e qual a mesma…