segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

|Verdades & Co.| Do Impossível ao Real

Meter os pés em Nova Iorque e ver aqueles sítios que só se vê (ou eu só vi ainda) no cinema ou nas notícias é para mim o topo das coisas incríveis, e aparentemente impossíveis, que poderei alguma vez fazer. Londres também faz parte da lista, mas com maior probabilidade de se tornar real a médio prazo. Os países nórdicos faziam parte também deste ranking, mas no verão de 2015 passou a fazer parte das "coisas impossíveis que o deixaram de ser". Mas há mais... correr! Correr é para mim algo inexplicavelmente difícil, porém se alguma vez (ou melhor, quando) vier a concretizá-lo, isso reverter-se-à numa crença positiva para mim: posso tudo.
Este ano dedico-me a reeducar-me em termos de alimentação e de actividade física. E ao fazer os meus planos, lembrei-me de uma amiga que tinha andado a preparar-se para uma corrida, e que a realizou. O que para mim é sinal de valentia! Pensei que poderíamos - para o ano - fazer essa mesma corrida juntas. Mas ela conhece bem esta frase: se esperarmos até estarmos prontos, então iremos esperar o resto das nossas vidas. E lançou-me o desafio de ir já em Março.


Seria muito heróico da minha parte ter aceite... mas fica mesmo para 2018. Os nossos objectivos devem ser realistas. Não consigo, com uma bebé e sem a família por perto, ou amigos que possam ficar com a bebé, preparar-me para a corrida. Além disso nunca corri para além dos cinco minutos desde que acabei o Secundário e com ele as aulas de Educação Física. Não faço qualquer exercício físico desde que engravidei da Mariana, isto em 2015. Bem, podem ser apenas desculpas, é certo. E pode ser que espere o resto da minha vida... ou em 2018 tornar o impossível real.

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo