terça-feira, 24 de janeiro de 2017

|Confissão| Eu e a Minha Bicicleta

Criei o compromisso comigo mesma de todos os dias andar no mínimo 30 minutos de bicicleta estática, que o frio lá fora não está apetecível. Parece um objectivo fácil de alcançar. Coisa pouca! Mas acreditem que para esta taurina, que para mexer o corpinho negoceia quinhentas mil vezes com ele, é um grande objectivo. Para me dar a volta tenho de encontrar qualquer coisa que me distraia. Por exemplo agora estou a pedalar e a escrever este texto. Mas às vezes estou a ver vídeos do Coursera, ou qualquer coisa do YouTube, ou a ler uma revista, ou a ver as fotos no Instagram. Sim, devem estar a dizer que assim não devo pedalar nada de jeito. Pedalo, ao meu ritmo, e faço os 30 minutos... Posso não fazer em modo spinning, mas que dá para soar, ah dá. Mesmo com estes truques para me enganar a mim própria, é certinho direitinho que lá pelos 10 minutos já estou a olhar para o relógio. E a boca já está seca seca. Por isso de antemão coloco a garrafa de água estrategicamente para poder matar a sede, de modo a que não seja mais um empecilho à minha vitória diária. Por volta dos 15 minutos começo a ficar com os calores e lá tenho de tirar o casaco. (Esperem aí que é exactamente o que vou fazer agora!).......... (e mais um golo de água.) Quando se aproximam os 20 minutos começo a pensar em contagem decrescente... Só faltam 10 ufa. E esta luta dá-se aproveitando que a Mariana dorme. Por vezes há interrupções... Outras vezes tem de se deixar o compromisso pessoal para mais tarde. Só faltam 9. Estou quase a cortar a meta!! A minha bicicleta tem oito velocidades. E perguntam-me: qual é que eu estou a usar?! A um, claro. Não, estou a brincar. Desde ontem que subi da quarta para a quinta. Vamos lá ver se isso resulta em mais músculo ou mais preguiça?! Só faltam 7. Menos mal! Mal mal é quando a bateria do telemóvel acaba e fico sem entretém. Ou quando o cabo do computador se enrola aos pedais e dou cabo (piadola seca!! Dou cabo do cabo) da própria ligação do computador. Ou quando a revista cai para o chão e não consigo lá chegar. E não tendo ninguém por perto... Fico a olhar para o relógio. Só mais 5 e ganho a medalha de bom comportamento. Comportamento esse que tenho vindo a ver se aprimoro. Mas (há sempre um mas, caneco!?!?) ontem comi uma salsicha e meia, daquelas salsichas mesmo à alemã, grandes e gordas... com salada de batata. Epa!? Só por isso hoje devia de pedalar o dobro. É que a balança assim diz-me sempre mais do mesmo: estás pesadota! Pronto, falta 1. Apenas um para mais meia hora... A culpa é das salsichas!!!! (E começa o desespero todo de novo!)

Foto: Ana Filipa Oliveira

Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo