quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

|A Mulher do 31| O marido fica a lucrar

Quando nós temos total confiança em alguém... significa de certo modo que nos entregamos por inteiro a essa pessoa. Quando amamos alguém, e esse amor pode ser em forma de amizade ou conjugal... o nosso coração pertence-lhe... nós abrimos as portas do nosso ser, e deixamo-las com liberdade, sem medos, abertas para essa pessoa. Se confiamos, o medo não tem espaço para entrar, apenas o amor. Contamos todos os nossos segredos, fraquezas... pois sabemos que o outro vai ouvir, sem criticar, maltratar... e se nos tiver que corrigir, fará com a delicadeza, que o amor tem, de querer edificar o outro, e não magoá-lo.
Por outro lado, quando nós somos honrados com a confiança de alguém, sentimo-nos especiais, como se fossemos escolhidos no meio de um imensidão, e vissem em nós a raridade, a preciosidade que somos. Quando nos dignificam, ao confiar inteiramente em nós; nós fazemos de tudo para agradar o outro, para continuarmos a ser dignos da sua confiança. E fazemos tudo o que estiver ao nosso alcance para que não lhe falte nada.
Nunca nos faltar coisa alguma, termos tudo, não sermos pobres, termos lucro, possuirmos bens em abundância, o nosso ganho ser constante e ainda termos reservas é um sonho, certo? Parece que não. O marido, que tiver uma mulher, a quem lhe confie o seu coração, viverá esta realidade. [E acredito que o contrário também seja verdade.]

Já diz o ditado popular: Atrás de um grande homem, está sempre uma grande mulher. Também há quem diga que não é atrás, mas sim ao lado... de mãos dadas... vivendo em inteira confiança.

Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo