quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Desafio Pós-Parto Fit

Tantas vezes que quis emagrecer. Tantas histórias que posso contar acerca de peripécias a propósito do tema. Por exemplo aquela vez que entrei na sala do ginásio preparadíssima para a minha suportável aula de Pilates. E quando começo a aterrar (com os meus pensamentos, claro), olho ao meu redor e vejo pessoas que não eram habituais frequentadoras daquela modalidade, e com uns fatos um pouco mais "fashion"... a professora a falar de zonas que íamos trabalhar que não era normal... e depois, quando a música começou, tudo se esclareceu... fui enganada. Trocaram as aulas e eu não soube. Como sou fraca para desistir, e já estávamos a iniciar a aula, fiz POWER BOP... não dei o braço a torcer, sobretudo ao meu "sabotador interno", que me queria levar a pegar nas coisas e sair da sala, ou fazer menos exercícios do que as outras... fartei-me de soar e gemer... foi uma semana com dores intensas e uma segunda com ligeiras. E no final era um misto: dor e alegria, por ter conseguido. Mas nunca mais voltei.
Hoje dou início a uma nova experiência. Quero que ela seja transformadora. Chama-se Desafio Pós-Parto Fit. Mas começo mal: não fiz exercício físico. Acredito que não conte subir e descer as escadas até ao quarto andar com o ovo, a bebé dentro do ovo, a mala da bebé, a mala da mãe da bebé... ou levar o saco do lixo carregadíssimo de detritos e fraldas cheias de chichi. Acredito que pegar na bebé ao colo e andar a fazer as coisas de casa com ela também não conte. Mas mesmo assim... estou cansada e suada. Resta alegrar-me, porque não ataquei a caixa dos doces, o pacote de batatas fritas e não comi a salsicha com o puré de batata que estava no frigorífico.

Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo