quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Os meus filhos: João e Clara

Tive dois filhos muito queridos. Queria-lhes muito e eram tão fofinhos. Um era pequenino e chamava-se João. O outro era menina, grande e chamada Clara. Lembro-me de ir com a Clara comprar pão à padaria da D. Lurdes, que na verdade era apenas a porta da cozinha para a varanda. E de lá trazer pães embrulhados em papel manteiga, que no fundo apenas eram cubos de madeira. Era uma mãe que amava muito a minha menina de babygrow cor de rosa e o meu pequenote de fatinho branco com um detalhe no peito em azul.
Às vezes quando estou no trocador com a Mariana penso: "Esta é mesmo de verdade. Esta boneca já não é de brincar." Como é que o tempo passou desde a Clara, a filha boneca, até à Mariana, uma boneca de filha!? Nem sei como é que este cabelos brancos vieram plantar-se mesmo em cima da minha testa!? Alguém me explica?

Esta era a minha filha Clara.

Esta não teve direito a ser filha amada, apenas boneca, da qual não me recordo o nome.

E este também não estou a reconhecer... 



Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo