terça-feira, 28 de junho de 2016

Regadores Cheios de Mimos

Quando a Mariana nasceu, já o Guilherme havia celebrado 10 anos. Ele esperou muito tempo para ter uma companhia. Não se importava se fosse menina ou menino. Queria alguém para partilhar a vida. Disse-me, certo dia, que o que o preocupava nem era tanto agora este tempo, mas quando fosse mais velho... não teria um irmão para dividir as alegrias e as tristezas... e os seus filhos não teriam primos...
Metade da sua idade foram anos em que esperávamos que os céus nos presenteassem com mais um fruto da nossa união. Demorou. Mas veio... no tempo que será o certo, pois foi o que Deus escolheu para nos ofertar uma renovação das nossas vidas... mais uma.
Ao chegar ao mundo um novo ser, muitos esquecem-se dos que já cá estavam, daqueles que abriram caminho para que essa nova vida tivesse espaço para existir entre eles. Nós próprios, como pais de um filho mais velho, temos de desenvolver essa sensibilidade. Não é que cada palavra seja pesada na balança antes de sair da boca, mas é bom filtrar e analisar o que dizemos, como dizemos e a hora em que dizemos. Não só para não ferir o mais velho, como para que a relação entre irmãos não seja afectada negativamente pela intervenção dos pais.
E nem só os irmãos mais velhos precisam de mimos. Os pais também. Diria até que principalmente a mãe, que de repente deixa de ter os holofotes voltados para ela, como teve enquanto carregava o rebento na barriga.
Recordo-me bem de um presente que a minha amiga X me deu quando o Guilherme nasceu. Algumas até diriam que não era própria para uma recém-mãe.. ofereceu-me uma lingerie bem rendada, para eu não me esquecer que também era mulher. Um gesto simples, que provavelmente ela nem sabe como me marcou...
Para que o jardim, onde a Mariana vai desabrochar, seja verdejante e sadio, há que limpar toda a erva daninha, adubar a terra, regar a semente e depois a plantinha... e isso só conseguimos fazer juntos, em amor e união, respeitando cada elemento já existente neste jardim... e despejando regadores cheios de mimos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

© A Mulher do 31 - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Oliveira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo