Avançar para o conteúdo principal

Clique: Delete

Cansei. Limpei tudo. Não, não estou a falar da tralha cá de casa. Da casa, física. Estou a falar do Instagram. Se calhar, tu não tens um perfil nessa rede. Ou talvez tenhas. Mas a coisa é a mesma em todas as outras plataformas. Vamos seguindo este ou aquele, aceitamos este ou aquele como amigo... e às tantas estamos num mar de gente que não conhecemos. Assim como se fossemos mergulhar no público imenso do Rock in Rio, e só conhecesses uma ou duas caras dentre eles. É um pouco assustador, apesar de também poder ser divertido!
Eu fartei-me de ver gente a passear pelos países orientais, a postar roupinha jolie, a partilhar todos as refeições, as idas ao cabeleireiro, as fatiotas de cada instante, os passeios de cão, as aulas de ginástica, as idas à praia - com aquele biquíni xpto... Os media, assim como assim, já pegam nas postagens do Instagram para fazer notícias, por isso acabo sempre, de uma maneira ou de outra, de saber dessas novidades tão extasiantes dos VIPs do nosso país.
Mas nem só os proeminentes de Portugal têm um Instagram, ou Facebook, cheio de seguidores. Já reparaste que agora todas as jovens, e mulheres crescidas, são Fashion Editor, Creative Fashion ou Fashion Blogger, ou Freelance Stylist, ou apresentam um Healthy Lifestyle nos seus perfis!? Puxa! Tantas mulheres interessadas em maquilhagem, beleza... e afins.
Ah, ok, é o nicho delas. Pronto, por não me identificar com o conteúdo, delete. Seguir só porque sim, não. Gosto de coisas normais. Restaram, portanto, apenas aquelas que me inspiram, que partilham a normalidade dos meus dias. Está bem, confesso... guardei alguns endereços para ir espreitando, quando me apetece-me. Sim, porque agora que vou ser mãe de uma menina, prometi a mim mesma - "desta é que é", vou ser um exemplo de feminilidade, cheia de estilo.

Foto: Ana Filipa Oliveira / 2015
Instagram

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vencedores e Vencidos - Blogs do Ano 2017

A minha curiosidade recaía sobretudo na categoria Família. Pelo segundo ano que Cocó na Fralda está no trono. (Parabéns! )Pelo segundo ano que Dias de Uma Princesa vai à luta com uma das meninas do The Woffice... e perde.
Li para aí, na esfera dos blogs, duras críticas a este concurso, como também algumas dores de cotovelo e um outro tanto de comentários. Que Sónia Morais Santos, Ana Garcia Martins e Catarina Beato têm o jornalismo em comum... e que os Blogs do Ano são levados a cabo pela empresa Media Capital pode parecer uma relação já por si pouco neutra, mas sejamos sinceros: tanto estes blogs e bloggers, como todos os outros que foram a votação, são blogs com muito trabalho investido, muitos anos de existência e muita visão de blogging.
Digamos que estes jogam na primeira liga do campeonato, depois existem outros bons, mas ainda ao nível da segunda e terceira. Se queremos jogar as partidas mais desafiantes do campeonato temos de treinar para isso, com um óptimo treinador e um ex…

Blogging e Social Media em 2017

O blog, por si só, já não é suficiente. Há uns 14 anos atrás escrevia num blog e as pessoas iam visitá-lo directamente... eram familiares, amigos, conhecidos ou desconhecidos, que de um modo ou de outro, tinham tido acesso ao endereço do mesmo. Mas agora ninguém lá vai apenas por ele próprio. Actualmente é preciso muito mais.

Agregar a um blog as potencialidades dos social media torna-se fundamental para quem quer sair da massa e tornar-se uma fatia especial e apetecível do bolo. Existem milhentas pessoas a criarem blogs. Conhecê-las a todas seria insano. E nem todas depois de os criarem, os mantém vivos. Há por aí muito blog morto!

Para criares, dar vida e  fazeres a festa connosco convido-te a ouvir o podcast do Pum Pum, para o qual fui convidada. Clica em https://buff.ly/2m7pRdw e escolhe a plataforma (You Tube, no Facebook, na Mixcloud... ) em que queres ouvir. Coloca no play a caminho para casa, para o trabalho, para a universidade, a arrumar a cozinha... Podes sempre pôr na pau…

A Tua Rotina Dita O Teu Sucesso

"O ser humano é um animal de hábitos.", provavelmente já ouviste esta expressão. Se não a ouviste, sendo tu humano, de certo que já sentiste a dificuldade de deixar um hábito ou instalar um novo. Isso deve-se a que estamos acostumados a dada coisa, e sair dessa rotina, requer esforço e dedicação. 
Acredito que também já tenhas sentido a alegria de alcançares algo e ficares contente contigo mesmo. Provavelmente para isso criaste hábitos, rituais, rotinas... para cortares a meta numa corrida de 10 km, terás tido um trabalho anterior, que te levou a desenvolver certas acções com alguma regularidade, por exemplo, correr de dois em dois dias um número de quilómetros. Nesses dias de preparação, quase de certeza que tiveste que vencer a preguiça e outros tantos obstáculos que apareceram no teu caminho. Nesses dias o sabor de correr não se compara ao sabor de cortar a meta no dia da prova. 
São esses pequenos passos que nos podem levar à vitória. E na blogosfera é tal e qual a mesma…