Aprendizagem

|Blogging| 3 Regras de Ouro dos Processos Criativos

setembro 29, 2017

Fonte: Pexels

A criatividade nasce de um momento de liberdade, não tanto cognitiva, mas mais emocional. Em que época da nossa vida somos mais criativos? Provavelmente em criança, onde temos uma liberdade praticamente total, pois a razão ainda não ganhou a batalha.

Atrever-te-ias a dizer a uma criança que o seu desenho tinha traços imprecisos, e que a mensagem era completamente impossível de decifrar? Ou dizer-lhe que o desenho do amigo era muito melhor do que o dele? Ou ainda dar-lhe ordem para aprimorar os seus rabiscos, que isto de gastar folha atrás de folha, em devaneios artísticos, não é rentável? Acredito que não o farias. Irias magoá-la e provavelmente criar-lhe um bloqueio.

O mesmo passa-se com os adultos quando entram em processo criativo. Por isso, é primordial que esse seja feito com:

1. Ausência de crítica (todas as ideias estão correctas)

2. Ausência de hierarquia/ superioridade (tudo tem o mesmo valor)

3. Ausência de foco na qualidade (a quantidade tem supremacia)

Quando estiveres a criar o teu calendário editorial, deixa a tua liberdade falar mais alto e escreve uma lista de post que te vem à cabeça, sem críticas, nem hierarquias, nem foco na qualidade... e deixa-te surpreender pelos inúmeros inputs inovadores que tiveste. Depois é pegar neles e desenvolvê-los. Aí sim, já entra a crítica, a hierarquização e a qualidade.

Acrescenta valor a este texto e deixa a tua partilha. Diz-nos, por exemplo, como é o teu processo criativo e se nele estes três aspectos são tidos em conta. Obrigada.

A Mulher do 31 | Blog | Facebook |Instagram | Twitter 

SUBSCREVE







JUNTA-TE no Facebook