Aprendizagem

Como (Re)Definir o Tema do Teu Blog?

outubro 16, 2017

Como (Re)Definir o tema do teu blog

Sou uma "generalista"... mas dizem que o sucesso está aberto de par em par para os "especialistas". E agora?
Neste post vamos perceber até que ponto isso é prejudicial e como encontrar um tema que nos satisfaça a nós e a quem nos visita.

Uma das grandes dificuldades que tenho tido ao longo destes mais de 14 anos na blogosfera é definir um tema específico para o meu blog. Sou daquelas pessoas que facilmente se entusiasma com um assunto novo e consome tudo o que haja sobre ele, mergulhando de cabeça... e passado um tempo, encontra outro e lá vai novamente em mergulho de profundidade... e tenho vivido nesta dinâmica. E os meus projectos na internet têm espelhado isso mesmo.

Como é que é contigo? Reves-te naquilo que conto de mim enquanto blogger? Um exercício bom para se fazer neste caso é pensar: Se eu fosse minha leitora saberia com o que poderia contar no próximo post? Se eu quisesse saber de um dado tema, pensaria de imediato no meu blog? No meu caso, calculo que não. Os blogs generalistas levam a que os leitores vivam na incerteza e sem clareza, o que tem efeitos negativos na vinculação ao blog. 

A clareza atraia as pessoas, pois dá-lhes a sensação de segurança: elas sabem com o que contar. Além disso abre espaço para que a identificação entre o blogger e o leitor se estabeleça. E quem se identifica, cria laços, e de certo que se recordará do blog, e voltará. Quem não gosta de se sentir compreendido? "A sério!? Eu também penso assim.", é uma expressão bem normal, e sinal de alegria, quando descobrimos que temos algo em comum.

Concordamos que é necessário um tema claro (e concreto) para que o nosso blog tenha sucesso, correcto? Então, e como encontrá-lo, se gostamos de tanta coisa? A ideia principal é saber qual será o tema que nos levará a escrever sobre ele, com prazer e por longo tempo. Há assuntos que se esgotam rapidamente, há conteúdos que nos agradam, mas que nos movem a escrever sobre eles com pouca frequência, ou até existem campos que gostaríamos de explorar, mas devido a circunstâncias externas não nos é permitido.

Exemplos:

  • crias um blog para uma viagem: acabando a viagem, provavelmente esse mesmo blog acaba. Portanto, é demasiado restrito.
  • crias um blog sobre a tua vida familiar: os teus familiares não estão de acordo que exponhas a sua intimidade, ou que fales de si e dos seus. Ficas com pouca liberdade para te expressares. Talvez seja caso para pensar noutro assunto a abordar.
  • crias um blog para falares da tua perca de peso: sentes que não tens nada de especial para contares todos os dias, ou sentes-te envergonhada porque não estás a ser bem sucedida e não queres publicar isso... e o tema vai morrendo.

Destes três exemplos podemos tirar três ideias para a escolha do tema. Para que tenhas assunto, sobre o qual possas escrever com liberdade e regularidade, é conveniente que esse:
  • te motive a partilhar algo com o teu público com regularidade (de preferência diariamente)
  • seja suficientemente específico, mas não demasiadamente restritivo, por exemplo, em termos do tempo que estará presente na tua vida
  • seja de concordância de todos os que nele participarão ou serão através dele expostos

Agora, se já tens um blog, podes analisar todos os temas sobre os quais já escreveste e que se enquadram nos três itens acima: Motivação, Especificidade e Concordância. Se ainda não tens actividade como blogger, e queres iniciar o teu projecto, pensa em todos os teus interesses, curiosidades e entusiasmo; em todo o teu conhecimento e experiência e em todos os problemas que ja tiveste e resolveste... e vai descartando aqueles que não se encaixam com um #bloggingcomclareza.

Acredito que poderás encontrar, deste modo, um tema de sucesso, que te irá tirar da escuridão dos números e te trará para a luz daqueles que são apaixonados pelo que fazem, e fazem-no com foco.

A Mulher do 31 | Blog | Facebook |Instagram | Twitter 

SUBSCREVE







JUNTA-TE no Facebook