Avançar para o conteúdo principal

Faz Tu Mesmo: Mais Colorido com Papel Crepe


No post anterior Criar Fundos para Fotos em Casa partilhei convosco como fiz o fundo colorido com as tiras de papel crepe e mostrei algumas utilizações possíveis. Agora, neste post, deixo-vos mais uma ideia... para dar ainda mais colorido e dinamismo às nossas fotografias.
Ah, para os mais distraídos... esta barriga não é de gordinha, mas de grávida de 30 semanas.

Material necessário: 

  • cordel
  • tesoura
  • papel crepe em várias cores
  • opcional: régua para vincar e tapete para medir e proteger a base de trabalho

Tempo Estimado de Realização: 

Ao fazer os três exemplares abaixo - pela primeiras vez - demorei cerca de uma hora.

Repolho verde claro e escuro


Usei 4 folhas de papel crepe com cerca de 60 cm por 60 cm.

Peguei em cada folha isoladamente e dobrei em leque várias vezes com mais ou menos 3 centímetros de largura cada dobra.

É preciso ter cuidado para não rasgar, pois é um papel um quanto ou tanto frágil nesse aspecto. Eu usei uma régua grande para ajudar a marcar as dobras.

Atenção, que deve-se dobrar a partir da parte menor caso o papel for rectangular. E deve ficar realmente como um leque, não dobrar sobre si e assim fechar. Não sei explicar melhor, mas acredito que quando estiverem a fazer vão perceber ao que me refiro. Fazer isso às quatro folhas e depois há que atar com cordel no meio.

Agora é hora de arredondar as pontas.

O passo seguinte é ir separando as folhas umas das outras.

Tanto de um lado como do outro, e rapidamente...

...teremos um repolho à nossa frente.

Ficou maior do que eu esperava e menos cheio, não dando para fazer uma bola. Sabem o que pensei? Para uma sessão fotográfica gastronómica até poderá ser um excelente acessório, em vários tamanhos e cores. E para o tipo de foto no topo deste post também serve, ou não?


Bola farfalhuda azul bebé


Para esta bola farfalhuda usei 8 folhas de papel de cerca de 30 cm por 60 cm, todas da mesma cor.

Dobrei-as pela parte menor, sem fechar, ou seja, as pontas têm sempre de estar para fora como um leque.

 Juntei-as e atei-as ao meio com um cordel.

De seguida, fiz vários cortes nas pontas do papel a rondar os 2 centímetros.

 Por fim, com muita delicadeza e paciência fui separando as folhas.

Ficou bem compacta e redondinha. Ainda aparei algumas pontas que estavam um pouco saídas, para ficar uma bola mais homogénea.

Molho de fitas amarelas


Utilizei 8 folhas de 30 cm por 60 cm, todas da mesma cor.

Desta vez, dobrei pela parte maior e cortei em tiras.

Tenho de dizer que rasgaram-se muitas, pois o processo de separação foi complicado. E o resultado final ficou um pouco a desejar - para o meu gosto, pois ficou sem volume. Mas teve utilidade à mesma, como podem ver na foto do início desta mensagem.

Agora é uma questão de experimentar... com novas cores, tamanhos... o papel crepe não é muito caro e facilmente se encontra em pacotes de várias cores. Digam-me o resultado das vossas experiências. E as ideias que têm, ou tiveram, para a sua utilização.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Vencedores e Vencidos - Blogs do Ano 2017

A minha curiosidade recaía sobretudo na categoria Família. Pelo segundo ano que Cocó na Fralda está no trono. (Parabéns! )Pelo segundo ano que Dias de Uma Princesa vai à luta com uma das meninas do The Woffice... e perde.
Li para aí, na esfera dos blogs, duras críticas a este concurso, como também algumas dores de cotovelo e um outro tanto de comentários. Que Sónia Morais Santos, Ana Garcia Martins e Catarina Beato têm o jornalismo em comum... e que os Blogs do Ano são levados a cabo pela empresa Media Capital pode parecer uma relação já por si pouco neutra, mas sejamos sinceros: tanto estes blogs e bloggers, como todos os outros que foram a votação, são blogs com muito trabalho investido, muitos anos de existência e muita visão de blogging.
Digamos que estes jogam na primeira liga do campeonato, depois existem outros bons, mas ainda ao nível da segunda e terceira. Se queremos jogar as partidas mais desafiantes do campeonato temos de treinar para isso, com um óptimo treinador e um ex…

Blogging e Social Media em 2017

O blog, por si só, já não é suficiente. Há uns 14 anos atrás escrevia num blog e as pessoas iam visitá-lo directamente... eram familiares, amigos, conhecidos ou desconhecidos, que de um modo ou de outro, tinham tido acesso ao endereço do mesmo. Mas agora ninguém lá vai apenas por ele próprio. Actualmente é preciso muito mais.

Agregar a um blog as potencialidades dos social media torna-se fundamental para quem quer sair da massa e tornar-se uma fatia especial e apetecível do bolo. Existem milhentas pessoas a criarem blogs. Conhecê-las a todas seria insano. E nem todas depois de os criarem, os mantém vivos. Há por aí muito blog morto!

Para criares, dar vida e  fazeres a festa connosco convido-te a ouvir o podcast do Pum Pum, para o qual fui convidada. Clica em https://buff.ly/2m7pRdw e escolhe a plataforma (You Tube, no Facebook, na Mixcloud... ) em que queres ouvir. Coloca no play a caminho para casa, para o trabalho, para a universidade, a arrumar a cozinha... Podes sempre pôr na pau…

A Tua Rotina Dita O Teu Sucesso

"O ser humano é um animal de hábitos.", provavelmente já ouviste esta expressão. Se não a ouviste, sendo tu humano, de certo que já sentiste a dificuldade de deixar um hábito ou instalar um novo. Isso deve-se a que estamos acostumados a dada coisa, e sair dessa rotina, requer esforço e dedicação. 
Acredito que também já tenhas sentido a alegria de alcançares algo e ficares contente contigo mesmo. Provavelmente para isso criaste hábitos, rituais, rotinas... para cortares a meta numa corrida de 10 km, terás tido um trabalho anterior, que te levou a desenvolver certas acções com alguma regularidade, por exemplo, correr de dois em dois dias um número de quilómetros. Nesses dias de preparação, quase de certeza que tiveste que vencer a preguiça e outros tantos obstáculos que apareceram no teu caminho. Nesses dias o sabor de correr não se compara ao sabor de cortar a meta no dia da prova. 
São esses pequenos passos que nos podem levar à vitória. E na blogosfera é tal e qual a mesma…