Aprendizagem

Activia - Mulheres #InSync

outubro 06, 2016






Quantas vezes senti um fogo em mim para começar um projecto, meti as mãos na massa e começaram a chover as vozes críticas e destrutivas. E quantas vezes essas vozes eram interiores? Eram vozes imaginárias. Vozes que eu associava a alguém. Vozes que eu pensava que se poderiam tornar reais. Que eu suponha que seria o pensamento real de alguém. E aquelas vozes... as audíveis, que muitas vezes, eram faladas de mansinho, como um segredo; ou que eram ditas em zig zag para não magoar... e esta orquestra de vozes ia minando o meu campo de trabalho, ia apagando o meu fogo. A culpa era delas? Vamos falar de responsabilidade. A responsabilidade era minha... eu tinha a decisão de as alimentar, de me enfraquecer com elas, ou de as afastar, e de realizar o meu sonho. Podia queixar-me da falta de apoiantes, da falta de motivadores, da falta de inspirações... mas prefiro HOJE recomeçar... e AGORA dar ouvido àquilo que acredito que foi plantado no meu coração para florescer e dar frutos. E é bom nunca esquecer que a árvore que dá frutos é sempre a mais apedrejada.

SUBSCREVE







JUNTA-TE no Facebook