Avançar para o conteúdo principal

|Bom dia| Viver Apesar da Tragédia (dos Outros)

Foto: Kaboompics

Passou uma semana. Uma semana após o inferno de Pedrógao Grande. Passados três dias já se via na imprensa espaço para outros assuntos. E agora já são os outros assuntos a abrir espaço para uma ou outra notícia a propósito deste terrível acontecimento em território nacional. E é assim mesmo! A vida tem de continuar. Ela continua, mesmo que a queiramos colocar na pausa.

Muito se escreveu a propósito, também nos blogs. Que aliás passei a visitar com mais frequência! Mas o tempo, tal como a vida, é dinâmico e avança, mesmo que desejemos colocar-lhe um travão. E se estou a ler blogues não me chega o tempo para escrever neste lindo blog. E se estou ocupada com a blogosfera sobra-me pouco tempo para ir ao ginásio, ou mesmo andar de bicicleta aqui em casa. E vivo nestes dilemas!

Dilemas, aliás, que comparados com a tragédia que assolou o centro do país... não são nada. Ou são insignificantes. Espera! Não é bem assim. Para mim têm muito significado, que sou eu que giro esta parafernália de dúvidas e ginástica cronológica. Esta é a tolice de quem se compara, de quem coloca num prato uma realidade e noutro prato outra...

Será que não devemos viver as nossas vidas, e (in)significâncias, porque outros sofreram, ou estão a sofrer?! Assim, ninguém em nenhum minuto o poderia fazer, pois tragédias, de um modo duro e cru, existem a todo o instante... basta ler as notícias, mas também estar atenta às realidades à nossa volta. Uma coisa é celebrar o sofrimento do outro... o que revela muito mau carácter. Outra coisa é prosseguir com a vida, que não se trava, que não se coloca em pausa... como ao tempo.

E agora já é tempo de ir embora, porque tenho a cozinha por arrumar, roupa para lavar e e e e e ...

Tenham um bom dia!


Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

Comentários

  1. É inevitável prosseguir, temos sempre que o fazer e ver o que podemos melhorar para lidarmos todos com o que acontece no mundo! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Raquel, pela tua visita e o teu comentário. Beijinhos
      Volta sempre que te apetecer. E vamos lá caminhar em frente.

      Eliminar
  2. Não se pode parar mas há sempre em que pensar é refletir e realmente por em perspetiva o modo como andamos a viver é a pensar...mas acho que a vida é mesmo assim é acabamos sempre por também dar valor às insignificâncias. A vida é feita delas também
    Kiss

    www.inspirationswithm.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata, Marlene, pela visita e pelo comentário. Sê bem vinda a este cantinho cor de rosa.
      Pensar, reflectir, colocar em perspectiva... sim, realmente, é um óptimo exercício. Mas não convém matar a cabeça com ele, até porque somos humanos, somos imperfeitos, e nem tudo está sob o nosso controlo, não achas?

      Eliminar
  3. Acho que estas tragédias levam-nos a parar e a pensar. Mesmo que logo a seguir tenhamos que continuar na roda viva que é a vida. Mas pelo menos, que sirvam para ponderarmos algumas atitudes e realmente perceber o que é realmente importante. Agora as insignificâncias da vida continuam pois fazem parte de nós! :)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom receber a tua visita neste cantinho cor de rosa! Sê bem vinda e regressa sempre que te apeteça.
      Sem dúvida que assim é.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Dias de Uma Princesa apanha Cocó na Fralda

Ontem apresentei-vos o Google Trends. E hoje partilho convosco uma outra aplicação desta ferramenta, usando como exemplo os meus dois blogs preferidos da categoria Família que estiveram a concurso na edição deste ano dos Blogs do Ano. E no final viajamos pelo blog A Pipoca Mais Doce, para as amantes de Lifestyle.
O blog Cocó na Fralda tem vindo a descer no número de procuras e o blog Dias de Uma Princesa tem vindo a subir. No final de Setembro deste ano - altura em que abriram as votações para o concurso organizado pela Media Capital - as linhas cruzaram-se e o blog de Catarina Beato acabou mesmo por ultrapassar o de Sónia Morais Santos. Esta proeza já voltou a acontecer mais do que uma vez, desde essa data, mesmo depois de Cocó na Fralda ter ganho o prémio de Melhor Blog do Ano na categoria Família. Apesar do crescimento do blog Dias de Uma Princesa, no que respeita às pesquisas no último ano, a média de procura deste é apenas de 27, o que fica abaixo dos 56 de Cocó na Fralda, com o…

Blog Planner 2018 (Gratuito)

Gosto de Planners e gosto de DIYs. A Bruna Arouca, já vossa conhecida (guest post de sábado passado), criou um Blog Planner para o ano que já está a bater à porta. Não só o criou, como o partilhou gratuitamente e deu instruções como o usar.

Já ficávamos felizes por aqui. Mas há mais. Esta portuense de 20 anos ainda nos deu indicações de como fazer um personalizado. É só seguir as sugestões da Bruna no Fashion Mornings.

Eu já fiz o download e impressão para me organizar melhor em 2018. Quanto a criar um com a cara d'A Mulher do 31... estou a caminho.


Para quê serve um Blog Planner? Ter um Blog Planner vai-te ajudar a ter à frente dos teus olhos, os teus objectivos, as tuas ideias... e o tempo que ainda tens para as atingir. Vai permitir-te gerir melhor o teu dia a dia para poderes ser mais participativa na blogosfera (como acredito que queiras). Vai ajudar-te a teres uma rotina, e depois dos hábitos instalados, tudo se torna mais rápido e leve. E no final a tua autoestima sai refor…

Bate as Asas e Voa para Lá do Ninho

Estamos no tempo de procurar o conforto do lar, o conforto do quente, o conforto do interior: assim nos pede o tempo frio e cinzento próprio do Outono.
Também nas etapas da vida em que o tempo é de transição, o apelo interior é para vivê-las de um modo confortável, chama-nos a ficar  presos ao conhecido, ao provável, ao possível, ao que não incomoda, ao que não desafia...

De certo que já passaste por momentos na vida que tiveste de dar um passo em frente, sem saber se as escadas tinham três degraus ou trinta, se os músculos iam doer no final da subida. Mas foste. Ganhaste fôlego e lá foste tu. Pé ante pé subiste cada etapa até celebrares a vitória de chegares e agarrares o teu objectivo, alcançares outro patamar.

Eu recordo-me de alguns desses momentos. Talvez tu te identifiques com eles, ou se calhar tens outros bem diferentes, mas a sensação... a do desconforto do desconhecido e o entusiasmo de o ultrapassar, deve ser comum. Concordas?

Preparação para Lá do Ninho (do Confortável)Entra…