Avançar para o conteúdo principal

|Mães Felizes| 4 Dicas para Passar Tempo Consigo Mesma

Foto: Kaboompics.com
Vivo na Alemanha com o meu marido e os nossos dois filhos, um de 11 e uma de 1. A minha prioridade é cuidar deles, da casa... portanto, supostamente tenho todo o tempo do mundo. Além disso tenho um marido, que tirando as viagens ocasionais de trabalho, ao final do dia está connosco, bem como aos fins de semana e férias. Não temos familiares por perto, e amigos mesmo, daqueles, conta-se pelos dedos de uma mão. Portanto tenho de me virar sozinha.

Há dias em que penso muito nas mães com dois trabalhos para dar o que é preciso aos filhos; penso nas mães sozinhas que têm de deixar os seus filhos, com tenra idade, sozinhos em casa; penso nas mães que têm deixar os filhos com outros familiares para ir para fora do país; penso nas mães que fazem carreira e ainda têm tempo de qualidade para os seus filhos...

Penso nelas para superar as minhas fraquezas, os dias menos bons... para minimizar a minha veia de vítima... mas cada uma de nós, com as condições que cada uma tem, tem os seus limites e limitações, e as minhas não são as suas, e as suas não são as minhas, e as minhas sofreu eu, e as suas sofre você.

Em resumo, todas as mães têm direito (com ajuda ou sem ajuda, sendo domésticas ou trabalhando fora) de se sentirem exaustas... às vezes nem é do trabalho em si, mas dessa sensação que somos uma torneira aberta em contínuo (uma torneira emocional, digamos assim). Dá um litro a a este, dá um litro àquele, dá um litro ao outro... e estamos esgotadas.

E é, por isso, que é tão importante termos tempo para nós mesmas. Fazer uma pausa nessa corrente de permanente disponibilidade. Temos que aprender a estar offline para os outros e online para nós. Isso não é egoísmo, é necessidade, para que estejamos equilibradas nas nossas emoções, na nossa mente, e até no nosso corpo.

Ora aqui ficam as quatro sugestões de Meg Meeker para este quarto hábitos d' Os 10 Hábitos das Mães Felizes.
  1. Comece com pequenos momentos: nós arranjamos sempre imensas desculpas para fazermos aquilo que nos pode trazer algum desconforto, aquilo que é fora da nossa rotina, aquilo que é desconhecido. Algumas de nós provavelmente justifica o não tirar diariamente alguns minutos do seu dia para estar a sós consigo, e em silêncio, com argumentos elaborados... mas quando queremos mesmo uma coisa, fazemos de tudo para a ter não é?! Quer autenticidade, paz, maior sensibilidade para si e para os outros? Então comece por colocar na sua agenda - todos os dias - alguns minutos para se desligar do mundo à sua volta, quer seja a orar, a meditar, a ler um livro ou simplesmente a guiar o carro, ou a limpar o chão... mas com a consciência de que agora, é só para si.
  2. Arranje um local para a solidão (e diga a toda a gente): claro que o ideal não é ocupar uma actividade com a sua pausa diária, mas abrandar mesmo, parar, sossegar. Será que na sua casa não há uma cadeira que possa ser a sua "cadeira do sossego"? Pode também ser uma almofada no chão, um puff, um quarto reservado e tranquilo, ou escritório. E porquê um local especifico? Porque ele a vai lembrar, sempre que passar por ele, de que precisa desse tempo para si. E também assinalar aos seus filhos e marido que você está em retido, quando aí está. E quando voltar desse local, de certo que estará mais centrada e terá mais prazer em estar com eles.

  3. Sossegue a sua mente: com certeza que não será logo na primeira vez, que se retirar para os seus minutos de silêncio em solidão, que a sua mente o fará consigo... ela não se vai retirar do turbilhão de acções que ainda tem por fazer, nem das preocupações que a atormentam. Mas com treino, a sua mente vai sossegar-se e vai poder relaxar. Nos primeiros tempos é essencial fazer frente aos pensamentos, que a fazem querer-se levantar e não gozar desse tempo... sejam eles de culpa, ou de algo urgente a fazer. Aprenda a dar a volta à sua própria mente.
  4. Vá mais fundo: ficar apenas por estar sentada numa cadeira a olhar o vazio traz-lhe pouco de volta. Se quer ter frutos de paz interior, ganhos a partir destes momentos de estar consigo mesma... procure evitar tudo o que possa ser interferência, como o ruído. E, desligada dos pensamentos indesejados, deixe-se mergulhar num entendimento mais alargado de si e do mundo. Nunca lhe aconteceu estar quase a adormecer e vir-lhe à mente a resposta para uma questão que lhe ocupou o pensamento o dia inteiro!? ... assim como se alguém ligasse o interruptor e se fizesse luz: "mas como é que eu não tinha pensado isto antes?" Não é mágico, mas é misterioso. E isso só acontece quando cultivarmos estes momentos de qualidade: primeira e directamente para nós, mas todos à nossa volta, onde se incluem marido e filhos, vão beneficiar deles. 
Na próxima terça feira iremos saber mais acerca do hábito que nos vai levar a valorizar e a praticar a fé. Fé é acreditar em algo sem provas da sua existência. Fé não é a mesma coisa que religião, ou religiosidade. Mas para saber mais, é regressar na próxima semana. Até lá!

Segue A Mulher do 31 (@amulherdo31) também no Instagram e no Facebook.

Se perdeu os primeiros textos desta série, aqui ficam os seus links:

|Mães Felizes| Os 10 Hábitos a Praticar

Comentários

  1. :) Concordo com tudo. E, acho que o segredo está nesta frase: "Aprenda a dar a volta à sua própria mente." Aí é que está o segredo de tudo e o principal desafio. É complicado voltar a programar a nossa mente para ter pensamento e instintos diferentes. Mas há que fazer um esforço. :P

    www.vinilepurpurina.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Carla!
      Bem vinda. Obrigada pelo comentário. Nada se consegue sem dedicação, não é? Se é fácil? Não. Se é bom? Sim. Os frutos que daí advém são fantásticos.
      Volte sempre que quiser. A porta fica aberta.
      Até já.

      Eliminar
  2. muito bom! ainda nao sou mãe, mas percebo a questão! sou muito preocupada com os "meus" e muitas vezes deixo de fazer coisas por mim para fazer para eles. Não sei como vai ser quando tive filhos... xD

    adorei o blog, e já estou a seguir! adorava que me seguisses também! beijinho

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvidas que estes hábitos, embora dirigidos a mamãs, abrangem a vida de qualquer pessoa.
      Fico feliz por teres gostado do blog e seres a seguidora 21. :-)
      Vou dar um salto ao teu.
      Até lá!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Dias de Uma Princesa apanha Cocó na Fralda

Ontem apresentei-vos o Google Trends. E hoje partilho convosco uma outra aplicação desta ferramenta, usando como exemplo os meus dois blogs preferidos da categoria Família que estiveram a concurso na edição deste ano dos Blogs do Ano. E no final viajamos pelo blog A Pipoca Mais Doce, para as amantes de Lifestyle.
O blog Cocó na Fralda tem vindo a descer no número de procuras e o blog Dias de Uma Princesa tem vindo a subir. No final de Setembro deste ano - altura em que abriram as votações para o concurso organizado pela Media Capital - as linhas cruzaram-se e o blog de Catarina Beato acabou mesmo por ultrapassar o de Sónia Morais Santos. Esta proeza já voltou a acontecer mais do que uma vez, desde essa data, mesmo depois de Cocó na Fralda ter ganho o prémio de Melhor Blog do Ano na categoria Família. Apesar do crescimento do blog Dias de Uma Princesa, no que respeita às pesquisas no último ano, a média de procura deste é apenas de 27, o que fica abaixo dos 56 de Cocó na Fralda, com o…

Blog Planner 2018 (Gratuito)

Gosto de Planners e gosto de DIYs. A Bruna Arouca, já vossa conhecida (guest post de sábado passado), criou um Blog Planner para o ano que já está a bater à porta. Não só o criou, como o partilhou gratuitamente e deu instruções como o usar.

Já ficávamos felizes por aqui. Mas há mais. Esta portuense de 20 anos ainda nos deu indicações de como fazer um personalizado. É só seguir as sugestões da Bruna no Fashion Mornings.

Eu já fiz o download e impressão para me organizar melhor em 2018. Quanto a criar um com a cara d'A Mulher do 31... estou a caminho.


Para quê serve um Blog Planner? Ter um Blog Planner vai-te ajudar a ter à frente dos teus olhos, os teus objectivos, as tuas ideias... e o tempo que ainda tens para as atingir. Vai permitir-te gerir melhor o teu dia a dia para poderes ser mais participativa na blogosfera (como acredito que queiras). Vai ajudar-te a teres uma rotina, e depois dos hábitos instalados, tudo se torna mais rápido e leve. E no final a tua autoestima sai refor…

Bate as Asas e Voa para Lá do Ninho

Estamos no tempo de procurar o conforto do lar, o conforto do quente, o conforto do interior: assim nos pede o tempo frio e cinzento próprio do Outono.
Também nas etapas da vida em que o tempo é de transição, o apelo interior é para vivê-las de um modo confortável, chama-nos a ficar  presos ao conhecido, ao provável, ao possível, ao que não incomoda, ao que não desafia...

De certo que já passaste por momentos na vida que tiveste de dar um passo em frente, sem saber se as escadas tinham três degraus ou trinta, se os músculos iam doer no final da subida. Mas foste. Ganhaste fôlego e lá foste tu. Pé ante pé subiste cada etapa até celebrares a vitória de chegares e agarrares o teu objectivo, alcançares outro patamar.

Eu recordo-me de alguns desses momentos. Talvez tu te identifiques com eles, ou se calhar tens outros bem diferentes, mas a sensação... a do desconforto do desconhecido e o entusiasmo de o ultrapassar, deve ser comum. Concordas?

Preparação para Lá do Ninho (do Confortável)Entra…