Avançar para o conteúdo principal

|Natal| Feltro, Madeira, Papel

Feltro

Quando andava no infantário, lembro-me de costurar um coração com tecido acetinado e com umas rendas... no interior lavanda... para oferecer à minha mãe. Sei que não ficou o presente mais perfeito que alguém pode receber, mas coloquei o meu coração naquele coração. Num destes Natais decidi fazer corações em feltro. Primeiramente era para adornar a nossa casa, mas depois acabou por ser ofertado... e fiquei tão feliz de ainda há pouco tempo, ver o meu coração, na fruteira da casa de uma amiga. É que mais uma vez, eu coloquei o meu coração naquele coração. Para mim, mais importante do que ir à loja e comprar algo, é investir o meu tempo, as minhas capacidades... a fazer algo... único, pessoal, e cheio de carinho.

Foto: Ana Filipa Oliveira

Madeira

Este coração e esta estrela foram feitos pelo Gui. Ele próprio serrou, limou e pintou. Ele ficou orgulhoso e eu babada. É tão bom quando a nossa árvore de Natal tem o nosso toque singular... quando a preparação do Natal nos desafia a actividades em conjunto... nas quais damos o nosso melhor. Mesmo que as linhas fiquem curvas, ou em zigzag... o momento, a recordação futura, alimenta-nos a alma e fortalece o nosso amor.

Foto: Ana Filipa Oliveira

Foto: Ana Filipa Oliveira

Papel

Quem é que não tem cartão velho em casa? Então agora com as encomendas a chegar todos os dias... são caixotes e mais caixotes. Há que reutilizar! Há que ser criativo! Mesmo que pareça infantil, imperfeito... Igual a esta árvores tínhamos mais duas. Enfeitaram as paredes da nossa casa. Depois uma delas passou a estar na porta de entrada da casa, como sinal de boas vindas. Agora já não moram por cá. Com a humidade da cave... lá se foram... mas outras ideias viram.

Adicionar legenda
Votos de uma óptima preparação para o Natal, repleta de criatividade e reutilização de materiais, e cheia de Faça Você Mesmo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

|Emagrecimento| Antes e Depois

Talvez te recordes desta fotografia!? Daquela mensagem que partilhei AQUI, acerca do Antes e Depois de grávida!? Mas agora este Antes e Depois trata-se de quando ainda não tinha iniciado a minha reeducação alimentar e do ponto a que quero chegar com ela. Mas não só chegar, como manter.
Diga-se que a fotografia do Depois ainda merecia uma redução da barriga, ou uns abdominais mais definidos... O duplo queixo??? Dispenso.
Entre uma fotografia e outra ficam (de forma simulada) 10 quilos de diferença. Se me perguntares: e quando queres chegar a esse ponto? Respondo-te: sem prazos, quero respeitar o meu ritmo, quero sentir cada etapa de modo consistente, com flexibilidade, sem restrições, nem fanatismos. Até porque a minha intolerância à lactose e os meus problemas da tiróide precisam de tempo para se reestruturarem, ou eu aprender a dar-lhes a volta.
Dizem que por sofrer de hipotiroidismo tenho mais dificuldade em emagrecer. Dizem... Como me dizia aquela senhora no ginásio, depois de eu …

|Portugal| Em Grande Sofrimento

Sento-me ao computador para ler os últimos post dos blogues que sigo... a primeira ida à praia, este ano, da Carlota; uma receita para os pequenos comerem legumes disfarçadamente; uma declaração de ser agnóstica por tudo o que se vê na TV e começo a perceber que algo se passou...

Cá em casa não temos canais português, por isso não sabemos o que se passa em Portugal, a menos que falemos com os nossos familiares e amigos, ou que procuremos na net. (É uma opção!)

Pronto, vou ao Sapo para ver o que realmente está a acontecer. Pensei que fosse mais uma fase que há todos os anos, em que os "anjos" (bombeiros) sofrem horrores para proteger aquilo que é de todos, bem como os bens de privados, que vêem ameaçadas as suas propriedades com labaredas rebeldes, que teimosamente não apagam e dançam livremente por onde lhes apetece, sem que ninguém queira dançar com elas.

E é no seguimento dessa leitura que me dei conta do que Pedrógao Grande viveu e está a viver. Por mais que possa fazer o…

Steve Jobs: Nem sempre os bem sucedidos são vencedores

Steve Jobs, até há pouco tempo, era apenas a figura central de um livro que entrou na nossa casa, mas que ainda ninguém leu. Aquele tipo de livro que se olha para ele várias vezes, folheia, mas que continua por ser lido. E assim se mantém...

Mas de repente o interesse de o ler cresceu. Aliás tem-se desenvolvido à medida que vou tendo contacto com citações dele, mas também depois de ter visto um vídeo, no qual já aparecia bastante debilitado pela doença, e fala de aspectos realmente importantes na vida... e agora devido ao filme que assisti através da Amazon Prime, com o seu nome, e com Michael Fassbender a representá-lo.

Trata-se de um drama biográfico da vida de um homem cheio de sucesso na vida profissional, mas com dificuldades nos relacionamentos pessoais e familiares. Kate Winslet desempenha o papel fantástico de seu braço direito, como directora de Marketing que o acompanhou desde os tempos da Apple. E é ela que, como diz no filme, sabe e explica aos outros como Steve Jobs funci…