Avançar para o conteúdo principal

Fotografia # 1 - Caixa de Luz


Esta fotografia foi feita usando duas técnicas: a caixa de luz e movimento de zoom. O que é isso? A primeira é uma caixa que emite luz por baixo do objecto a fotografar. O segundo é o realizar de zoom out (neste caso) quando se dispara a fotografia. Querem experimentar? Aqui deixo as dicas.

Caixa de Luz

Antigamente os fotógrafos usavam uma caixa deste tipo para ver os negativos com a ajuda de uma lupa. Actualmente, com o desuso das câmaras analógicas, deixou de se usar para esse fim. Há quem use para criar efeitos nas suas fotografias, como a que apresento em cima. No mercado encontram-se estas caixas em tamanho A3 por cerca de 100 euros. No entanto, é fácil de improvisar uma em casa.
Eu tinha uma lâmpada de um candeeiro, que se partiu, em casa, para além de papel prateado e uma caixa de papelão. Ora, forrei a caixa numa das extremidades para fazer passar a base da lâmpada; forrei o interior com o papel prateado, para dar mais luminosidade e coloquei um papel semi-transparente, como base para colocar os objectos a fotografar. Mas antes dessa experiência, já tinha fotografado, apenas com duas latas, um vidro por cima e uma lâmpada a iluminar debaixo (para cima).

Caixa de Luz feita e fotografada por Ana Filipa Oliveira
Devo advertir que a minha caixa de luz ficou com uma luz fraca, pois a lâmpada não é forte. Recomenda-se o uso de luzes LED em fila, de modo a que a luz não fique apenas concentrada onde está a lâmpada. Pode-se fazer uma caixa destas usando uma antiga gaveta. Assim coloca-se as LED em fila no fundo da gaveta, faz-se um buraco para passar a ficha de ligação à tomada e na parte superior colocar um vidro ou substituto à medida. Recomenda-se fazer alguns buracos que sirvam de ventilação, de modo a não ficar demasiado quente e existir perigo de quebrar o vidro ou semelhante.

Aspectos relevantes: atenção às cores que se escolhe. O ideal são cores vivas e variadas. Quanto às formas, quanto mais bizarras melhor. A composição pode ser feita por formas ou por cores, por exemplo. Esta técnica torna-se uma óptima alternativa às fotos de exterior num dia de inverno, que apetece ficar dentro de portas. Uma objectiva de 50 a 100 mm é suficiente para este trabalho, embora possa-se, claro, usar uma macro-objectiva, ou substituto. O tripé e o disparador com ou sem fio podem ser extras úteis, para que não fique tremida.

Possíveis motivos a fotografar: frutas, flores (pétalas), folhas de árvores, moluscos, rebuçados, gomas, botões... todos os elementos semi-transparentes, que possam facilmente ver o seu interior iluminado, ao ponto de mostrar detalhes, os quais de outro modo seriam difíceis de evidenciar.

Mais exemplos de fotos resultantes do uso desta técnica:
http://olhares.sapo.pt/estruturas-iluminadas-foto5592303.html
http://olhares.sapo.pt/flores-em-fundo-de-branco-foto5619572.html
http://olhares.sapo.pt/formas-e-sabores-foto5592285.html
http://olhares.sapo.pt/rosa-em-luz-foto5619559.html
http://olhares.sapo.pt/flor-iluminada-foto5619563.html
http://olhares.sapo.pt/botoes-a-contaluz-foto5591592.html

Movimento de Zoom 

O efeito ligeiro que se nota na fotografia semelhante a uns raios ou distorção chama-se zoom burst. Resulta da rotação do anel da objectiva (zooming) no decurso do disparo longo do obturador. Para um efeito mais impressionante da aplicação desta técnica torna-se importante a escolha do motivo. Esse deve ser rico em contraste e colorido. Por exemplo um vitral, um carrossel em movimento ou um anúncio luminoso (néon). Ao usar tripé o resultado desta técnica declara-se mais suave do que se utilizar apenas a mão, sem qualquer suporte. Deste último modo, até acaba por ser mais fácil, caso queira tentar várias vezes a fotografia "perfeita". As objectivas padrão são as mais recomendadas, já que são, por norma, bastante abrangentes, no que respeita a ângulo de captação.

Mais exemplos de fotos resultantes do uso desta técnica:
http://olhares.sapo.pt/cores-suaves-foto5498509.html

Projecto baseado em vários artigos da revista 50 Foto Projekte Nr. 15, de Abril a Junho de 2013 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

|Emagrecimento| Antes e Depois

Talvez te recordes desta fotografia!? Daquela mensagem que partilhei AQUI, acerca do Antes e Depois de grávida!? Mas agora este Antes e Depois trata-se de quando ainda não tinha iniciado a minha reeducação alimentar e do ponto a que quero chegar com ela. Mas não só chegar, como manter.
Diga-se que a fotografia do Depois ainda merecia uma redução da barriga, ou uns abdominais mais definidos... O duplo queixo??? Dispenso.
Entre uma fotografia e outra ficam (de forma simulada) 10 quilos de diferença. Se me perguntares: e quando queres chegar a esse ponto? Respondo-te: sem prazos, quero respeitar o meu ritmo, quero sentir cada etapa de modo consistente, com flexibilidade, sem restrições, nem fanatismos. Até porque a minha intolerância à lactose e os meus problemas da tiróide precisam de tempo para se reestruturarem, ou eu aprender a dar-lhes a volta.
Dizem que por sofrer de hipotiroidismo tenho mais dificuldade em emagrecer. Dizem... Como me dizia aquela senhora no ginásio, depois de eu …

|Portugal| Em Grande Sofrimento

Sento-me ao computador para ler os últimos post dos blogues que sigo... a primeira ida à praia, este ano, da Carlota; uma receita para os pequenos comerem legumes disfarçadamente; uma declaração de ser agnóstica por tudo o que se vê na TV e começo a perceber que algo se passou...

Cá em casa não temos canais português, por isso não sabemos o que se passa em Portugal, a menos que falemos com os nossos familiares e amigos, ou que procuremos na net. (É uma opção!)

Pronto, vou ao Sapo para ver o que realmente está a acontecer. Pensei que fosse mais uma fase que há todos os anos, em que os "anjos" (bombeiros) sofrem horrores para proteger aquilo que é de todos, bem como os bens de privados, que vêem ameaçadas as suas propriedades com labaredas rebeldes, que teimosamente não apagam e dançam livremente por onde lhes apetece, sem que ninguém queira dançar com elas.

E é no seguimento dessa leitura que me dei conta do que Pedrógao Grande viveu e está a viver. Por mais que possa fazer o…

Steve Jobs: Nem sempre os bem sucedidos são vencedores

Steve Jobs, até há pouco tempo, era apenas a figura central de um livro que entrou na nossa casa, mas que ainda ninguém leu. Aquele tipo de livro que se olha para ele várias vezes, folheia, mas que continua por ser lido. E assim se mantém...

Mas de repente o interesse de o ler cresceu. Aliás tem-se desenvolvido à medida que vou tendo contacto com citações dele, mas também depois de ter visto um vídeo, no qual já aparecia bastante debilitado pela doença, e fala de aspectos realmente importantes na vida... e agora devido ao filme que assisti através da Amazon Prime, com o seu nome, e com Michael Fassbender a representá-lo.

Trata-se de um drama biográfico da vida de um homem cheio de sucesso na vida profissional, mas com dificuldades nos relacionamentos pessoais e familiares. Kate Winslet desempenha o papel fantástico de seu braço direito, como directora de Marketing que o acompanhou desde os tempos da Apple. E é ela que, como diz no filme, sabe e explica aos outros como Steve Jobs funci…